24.5 C
Serra
sexta-feira, 18 de setembro de 2020

PSB diz que Bruno será candidato, mas segue em conversa com Vidigal

Leia também

Atenção | Acidentes travam trânsito na Serra e congestionamento é gigantesco na BR-101

A volta para casa de motoristas que precisam passar pela BR-101, Norte Sul e outras vias da Serra está...

PIB capixaba cai 12,2% no segundo trimestre, aponta Federação

A economia capixaba teve um recuo de 12,2% no segundo trimestre. O número da estimativa divulgada na última terça-feira...

Com isolamento social despencando, Serra registra três novas mortes e 112 casos de coronavírus em 24h

Sendo a segunda cidade do Espírito Santo com o maior número de casos confirmados e mortes por coronavírus, a...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

PSB diz que Bruno Lamas é o candidato do governador Casagrande na Serra. Foto: Divulgação

No grupo político do governador Renato Casagrande (PSB), a pré-eleição começa com a disputa interna entre o secretário Bruno Lamas (PSB) e o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT). Ambos os partidos reivindicam para si o apoio de Casagrande, que pode redundar em maior acesso a recursos, estrutura de campanha e poder de influência no tabuleiro do xadrez eleitoral.

No próximo dia 16, haverá uma reunião entre os diretórios partidários. O presidente estadual do PSB, Alberto Gavini, conversou com a reportagem e voltou a defender o nome de Bruno Lamas para a Prefeitura da Serra. “Nosso candidato é Bruno. Ele sai da Setades e retorna às suas atividades na Assembleia Legislativa, dentro do prazo para desincompatibilização”, adiantou Gavini.

O presidente do PSB disse que “nesse momento, não há nada que faça o partido recuar da candidatura própria” e que “hoje, Bruno Lamas é o candidato do governador Casagrande”. E completou: “Ele (Bruno) tem conteúdo e experiência. Vamos conversar com outros partidos e evoluir”.

Questionado sobre a possibilidade de composição com o PDT, que possui Sérgio Vidigal como pré-candidato a prefeito, Gavini disse que o partido está avaliando.

“Sobre a aproximação entre PSB e PDT, vamos avaliar a possibilidade de caminhar juntos ou não. É um processo democrático. Temos um partido organizado; tem diretório nos 78 municípios do estado. Entende que é importante contribuir com o debate na Serra em 2020”.

Durante essa semana, especulações correram no meio político indicando que Casagrande poderia fazer um movimento para tirar Vidigal da disputa em favor de Bruno Lamas. Informações estas que foram negadas pelo PDT.

PDT quer apoio de Casagrande

Por meio do presidente municipal, Alexandro Comper, o PDT disse que “desconhece essas informações” e que “não passa de especulação do mercado político”, afirmando que “o partido vai ter candidatura a prefeito da Serra”.

Ressaltou, ainda, que o PDT “faz parte da base do governo”: “o processo de diálogo é natural e vamos buscar o apoio do governador”, finalizou Alexandro.

Comentários

Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Mais notícias

PIB capixaba cai 12,2% no segundo trimestre, aponta Federação

A economia capixaba teve um recuo de 12,2% no segundo trimestre. O número da estimativa divulgada na última terça-feira (15) pela Federação das Indústrias...

Com isolamento social despencando, Serra registra três novas mortes e 112 casos de coronavírus em 24h

Sendo a segunda cidade do Espírito Santo com o maior número de casos confirmados e mortes por coronavírus, a Serra registrou, em apenas 24...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!