24.5 C
Serra
sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Protesto de terceirizados da Vale causa engarrafamento na Serra

Leia também

Atenção | Acidentes travam trânsito na Serra e congestionamento é gigantesco na BR-101

A volta para casa de motoristas que precisam passar pela BR-101, Norte Sul e outras vias da Serra está...

PIB capixaba cai 12,2% no segundo trimestre, aponta Federação

A economia capixaba teve um recuo de 12,2% no segundo trimestre. O número da estimativa divulgada na última terça-feira...

Com isolamento social despencando, Serra registra três novas mortes e 112 casos de coronavírus em 24h

Sendo a segunda cidade do Espírito Santo com o maior número de casos confirmados e mortes por coronavírus, a...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais uma vez, terceirizados da Vale estão realizando uma manifestação na Rodovia Norte Sul, próximo ao Terminal de Carapina na Serra. Segundo internautas do TEMPO NOVO, que estão na região, o protesto está gerando grandes reflexos no trânsito.

O trânsito sentido Laranjeiras está totalmente interditado. Por conta das manifestações, o trânsito também segue lento em Parque Residencial Laranjeiras, Jardim Limoeiro, São Diogo e Valparaíso.

+ Estado abre vagas para inspetor penitenciário com salário de até R$ 2.776

O ato está sendo realizado em frente a entrada do Complexo Industrial de Tubarão, na entrada da mineradora, próximo ao Terminal de Carapina e a Upa de Carapina.

Protestos recorrentes

No mês passado, dia primeiro de outubro, terceirizados da Vale também fecharam a rodovia e causaram um grande engarrafamento na região. Na ocasião, o ato foi realizado por colaboradores da Manserv no mesmo local onde acontece a manifestação desta terça-feira (12).

Ao longo de 2019 outros protestos atos de funcionários terceirizados do Complexo de Tubarão aconteceram na portaria da Vale em Carapina. O setor da mineração siderurgia vem atravessando conjuntura negativa no eixo Minas Gerais – Espírito Santo, após o rompimento das barragens de rejeitos de Mariana (novembro de 2015) e Brumadinho (janeiro de 2019), que refletiu na redução do fluxo, exportação e beneficiamento de minério de ferro nas plantas industriais e portos do ES.

Comentários

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

PIB capixaba cai 12,2% no segundo trimestre, aponta Federação

A economia capixaba teve um recuo de 12,2% no segundo trimestre. O número da estimativa divulgada na última terça-feira (15) pela Federação das Indústrias...

Com isolamento social despencando, Serra registra três novas mortes e 112 casos de coronavírus em 24h

Sendo a segunda cidade do Espírito Santo com o maior número de casos confirmados e mortes por coronavírus, a Serra registrou, em apenas 24...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!