25.5 C
Serra
sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Projeto social incentiva leitura de literatura capixaba na quarentena

Leia também

Serra registra 131 novos casos de Covid-19 em 24 horas

Serra registrou 131 novos casos de pessoas contaminadas com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo dados do...

Em perseguição na Abdo Saad, em Jacaraípe, polícia recupera moto roubada

Na noite da última quinta-feira (24), policiais militares que faziam ronda recuperaram uma  moto roubada, Honda - modelo CG...

Prefeitura vai entregar obras do Hospital Materno Infantil neste sábado (26)

As obras do Hospital Materno Infantil Drª Maria da Glória Merçom Vieira Cardoso serão entregues neste sábado (26), às...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A iniciativa tem auxiliado no processo de aprendizagem dos alunos, neste período em que as escolas estão com as atividades suspensas. Foto: Divulgação

Despertar a memória afetiva e o desenvolvimento intelectual são os objetivos do Programa Ciranda do Saber, em Nova Rosa da Penha II.   Ao longo do mês de julho, os alunos foram estimulados pelo projeto denominado “Julho Cultural”, com a premissa de estimular o interesse de crianças e adolescentes pela leitura, em especial da literatura capixaba e, dessa forma, valorizá-la.

Com o intuito de incentivar e ampliar o conhecimento, mobilizar as famílias e propor reflexões sobre o dia a dia, a iniciativa tem auxiliado no processo de aprendizagem dos alunos, neste período em que as escolas estão com as atividades suspensas. Os livros escolhidos para o projeto são “Todos contra o bullying”, dos autores Eugene Fernandes e Rita Santos, e “O pássaro de fogo”, escrito e ilustrado por Ilvan Filho. Além disso, com a distribuição de kits literários, contendo livros infantis, marca-páginas, lápis e máscaras, o projeto objetiva estimular a proteção da saúde, em tempos da COVID-19.

Eugene Fernandes, um dos autores do livro “Todos contra o bullying”, explica que mais de 190 mil exemplares já foram distribuídos e espera que a narrativa apresente reflexões para formar cidadãos melhores. “A experiência de doar os livros foi muito especial, ela supera a realização pessoal, pois conseguimos ver a alegria dos alunos ao receberem um livro que irá estimulá-los a serem leitores e melhores cidadãos. O maior sonho de qualquer autor é ver seu livro nas mãos de uma criança. Espero que com a leitura da história, eles consigam trabalhar a tolerância no mundo pós-pandemia e aprendam a respeitar as diferenças”, enfatiza o escritor.

Mãe de três alunos que participam ativamente do projeto social, Bianca Cabral, relata que as atividades têm sido muito importantes no período atual. Reforça, sobretudo, que sua filha mais velha, Isabel Cabral, está aprendendo a ler e aproveita os livros para praticar a leitura, já que, está afastada da escola neste momento. “Estamos vivendo esse momento tão difícil, mas confiando que tudo vai passar. Achei muito pertinente a iniciativa do Ciranda do Saber em incentivar as crianças a lerem, elas precisam se concentrar em coisas boas nessas horas”, expõe Bianca.

Sessão cinema com a família e reflexões sobre o momento atual

Com o intuito de contextualizar os alunos nas discussões acerca dos movimentos antirracistas feitos em todo mundo, o projeto social também propôs que as crianças, junto com as suas famílias, assistissem ao filme Duelo de Titãs. Após a sessão cinema, foi proposto que elas apresentassem as suas impressões e relatos do filme por meio de vídeos. Paralelo a essas ações, os alunos também foram convidados a expressar por meio de desenhos, poemas ou textos, como eles se sentem neste período de isolamento social, do que mais sentem falta, quais foram os aprendizados adquiridos e qual será a primeira ação que eles farão quando a pandemia acabar.

Mirela Souto, gestora de comunicação, explica que a Marca Ambiental idealizou o projeto e destaca que essas ações são primordiais para incentivar crianças e adolescentes a saírem do ócio provocado pela quarentena. “Nosso objetivo é mostrar que, mesmo distante da escola, eles podem continuar exercitando a leitura e escrita. Ao entregarmos os kits culturais, além de nos preocuparmos em levar uma literatura de qualidade, também apresentamos alguns métodos para o cuidado com a saúde, como por exemplo, o uso de máscaras. Além disso, essa iniciativa é uma forma de fortalecermos os vínculos com os nossos alunos, para que eles se sintam especiais e confiantes de que em breve estaremos juntos nas aulas presenciais”, ressalta a gestora.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Em perseguição na Abdo Saad, em Jacaraípe, polícia recupera moto roubada

Na noite da última quinta-feira (24), policiais militares que faziam ronda recuperaram uma  moto roubada, Honda - modelo CG Titan de cor azul. A ação...

Prefeitura vai entregar obras do Hospital Materno Infantil neste sábado (26)

As obras do Hospital Materno Infantil Drª Maria da Glória Merçom Vieira Cardoso serão entregues neste sábado (26), às 9h30, em Colina de Laranjeiras....

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!