23.6 C
Serra
terça-feira, 02 de junho de 2020

Professora cria projeto em escola para inclusão de jovens surdos

Leia também

Nove de cada dez leitos para covid já estão ocupados na Grande Vitória

A Região Metropolitana, da qual a Serra, faz parte, esta com ocupação de leitos de UTI, segundo dados do...

Casagrande anuncia novos leitos e não descarta medidas mais duras de distanciamento social

Na noite desta segunda-feira (1) o governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), anunciou que nas últimas horas o Governo abriu...

Obra emergencial para mar não derrubar poste gera polêmica em Manguinhos

Na última semana a Prefeitura da Serra teve que fazer uma contenção emergencial para que um poste não fosse...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Projeto social funciona em escola pública de Bairro das Laranjeiras. (Foto: Divulgação)

Célia Valério é professora de escola pública na Serra e leciona Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). Ela reside em Morada de Laranjeiras e sempre atuou como voluntária em comunidades carentes do município, atendendo a pessoas surdas em hospitais, festas e, nas escolas onde já trabalhou, desenvolvia projetos ligados à Língua de Sinais.

Hoje, ela comanda um projeto social no Bairro das Laranjeiras, região de Jacaraípe, com foco na inclusão de pessoas com surdez. É o projeto “Mãos Que Transformam Vidas”, que funciona na EMEF Leonel de Moura Brizola.

“Nele, trabalhamos a Língua Brasileira de Sinais (Libras) do nível básico, de forma lúdica e de fácil entendimento. Nessa proposta, destacamos os valores, o relacionamento interpessoal e a ética”, explica Célia.

A iniciativa de Célia foi premiada com um edital da Secretaria Estadual de Cultura, em 2018. Incentivada pela diretora da escola onde ela trabalha para participar do certame, a voluntária prontamente aceitou o desafio. “Escrevi o projeto acreditando que o trabalho como voluntária que fiz a vida toda em comunidades poderia servir como experiência nesse projeto. Enviei para o edital e fui contemplada!”, conta. Segundo ela, o prêmio vai manter as atividades até novembro deste ano.

Atualmente, o projeto atende a alunos acima de 15 anos, com uma proposta profissionalizante, que acontece toda terça-feira, de 18h às 20h. Mas, em breve, o projeto vai ampliar o atendimento à comunidade com a abertura de mais uma turma. “O Kids, de 10 a 15 anos, inicia em julho, com aulas de forma lúdica, com brincadeiras e dinâmicas, muita arte e música, tudo envolvendo Libras”, destaca a professora e voluntária.

Comentários

Mais notícias

Casagrande anuncia novos leitos e não descarta medidas mais duras de distanciamento social

Na noite desta segunda-feira (1) o governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), anunciou que nas últimas horas o Governo abriu leitos de UTI e enfermaria...

Obra emergencial para mar não derrubar poste gera polêmica em Manguinhos

Na última semana a Prefeitura da Serra teve que fazer uma contenção emergencial para que um poste não fosse derrubado pelo mar, que está...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!