19.2 C
Serra
quarta-feira, 03 de junho de 2020

Professor e fundador de projeto social é anunciado pré-candidato a prefeito da Serra

Leia também

Assaltos a mão armada em Chácara Parreiral assusta moradores

  Moradores de Chácara Parreiral reclamam da quantidade de assaltos que tem acontecido no bairro. Segundo eles, roubos e assaltos a...

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Renato Ribeiro é próximo ao deputado Fabrício Gandini, que é cotado para ser candidato em Vitória na eleição de 2020. Foto: Divulgação

O professor Renato Ribeiro pode ser um dos nomes na corrida eleitoral pela Prefeitura da Serra. É o que anunciou o Cidadania (antigo PPS) ao TEMPO NOVO, por meio de seu presidente estadual, o deputado Fabrício Gandini. Segundo ele, na visão do partido, o fim da “disputa direta nas urnas” entre o prefeito Audifax Barcelos (Rede) – que não pode mais se reeleger, e o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT), pode inaugurar um novo ciclo político que culmine na “emersão de novos líderes” na Serra.

“O Cidadania entende que a Serra é um dos municípios mais importantes do ES, e o partido tem experiência de gestão, haja vista o que tem sido feito em Vitória. Se somarmos isso ao cenário eleitoral da Serra, que é propício à emersão de novos líderes, já que Audifax e Vidigal não vão protagonizar uma disputa direta, entendemos que temos boas chances de apresentar um nome novo com perspectiva de crescimento”, anunciou Gandini.

O TEMPO NOVO questionou se este anúncio teria haver com discordâncias envolvendo o PSB em Vitória, uma vez que a aliança ‘Cidadania-PSB’ na capital está balançada, o que impactaria a dobradinha na Serra e poderia atrapalhar  o secretário estadual Bruno Lamas, que é pré-candidato do PSB no município. Sobre o assunto, Gandini negou que haja correlação.

Sobre o nome de Renato Ribeiro, o deputado relativiza que é alguém “com potencial de crescimento” e significaria o “novo” na política da Serra. “Temos dialogado com o PDT de Vidigal, porém ainda não fechamos alianças em definitivo. Mas, internamente, o nome que desponta é Renato Ribeiro, que foi bem avaliado nas urnas em 2016 com quase 1.500 votos para vereador, ficando na 1º suplência. É professor, tem compromisso com a cidade uma vez que fundou um projeto social muito expressivo na Serra, do qual não recebe nenhum dinheiro público. É um nome leve, não tem absolutamente nada em seu histórico que o desabone”, disse.

A reportagem procurou Renato Ribeiro para comentar o assunto. Em breve conversa, ele confirmou que foi sondado por Gandini e completa: “sou soldado no Cidadania, partido que estou filiado desde 2016. A gente vê na Serra uma vontade da população por mudanças. Desde 1996 há um revezamento de dois políticos. Tenho compromisso com a cidade e, se o partido caminhar nesse sentido, não vou recuar”, afirmou Ribeiro.

 

Comentários

Mais notícias

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante o mês de junho. A...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes no Espírito Santo. Até a...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!