25.9 C
Serra
sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Plamont avança sobre área da Suppin e de preservação

Leia também

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas...

Prefeitura da Serra vai enviar 50 pessoas para ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele,...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Especializada em montagem, engenharia e manutenção eletromecânica, a Plamont ocupou uma área verde no Civit II, ao lado de sua sede. Foto: Divulgação

Especializada em montagem, engenharia e manutenção eletromecânica, a Plamont ocupou uma área verde no Civit II, ao lado de sua sede. O terreno, de tamanho entre 7 mil e 8 mil m2, pertence à Superintendência de Polarização de Projetos Industriais (Suppin),  empresa do Governo do Estado, e deveria ser destinado à preservação de mata Atlântica, uma vez que fica ao lado da Área de Proteção Ambiental (Apa) da lagoa Jacuném.

A reportagem veio após denúncia feita por morador da cidade que havia lido no TEMPO NOVO matéria sobre um caso semelhante envolvendo outra empresa no Civit II. Após a denúncia desse leitor, a equipe do jornal esteve na rua 6 D e constatou o avanço da Plamont sobre o local que deveria ser de preservação.

Na última quarta-feira (18), a área estava repleta de veículos, máquinas e equipamentos da Plamont. A reportagem entrou em contato com a empresa. Uma atendente, que não terá o nome divulgado, disse que os responsáveis estariam viajando e que, por isso, a empresa não se posicionaria até a publicação dessa matéria.

Foto: Reprodução / Internet

A Suppin foi procurada, mas também não se posicionou. Caso semelhante foi noticiado pelo TEMPO NOVO, na última semana, envolvendo a empresa Biancogrês. Mas ao contrário da Plamont, a fábrica de revestimentos cerâmicos admitiu o avanço e disse que já fez os recuos da área de uso e prometeu recuperar o que degradou. A empresa está em processo de regularização do seu Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) junto à Prefeitura da Serra.

Comentários

Mais notícias

Prefeitura da Serra vai enviar 50 pessoas para ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que atingiram o sul do Espírito...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele, basta chover um pouco mais...

Pague 26 e leve 23 | Confira a coluna Nó da Gravata desta sexta (24)

Pague 26 e leve 23 Após os vereadores de oposição colocarem o ‘pé na porta’ contra a posse do suplente de vereador Fábio Latino (PSB),...

A Serra tem meio milhão de incapazes? Leia a opinião do TN

Quando o chefe dos índios temiminós Maracajá-guaçu e o padre jesuíta Brás Lourenço, em 1556, fundaram a Aldeia de Nossa Senhora da Conceição da...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem