22.7 C
Serra
sexta-feira, 03 de julho de 2020

Perícia da Prefeitura demora até 15 dias para dar laudo e servidores não recebem por dias trabalhados

Leia também

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...

Serra ultrapassa oito mil casos confirmados de coronavírus e atinge 320 mortes

Seguindo na liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A perícia médica da Prefeitura funciona no PróCidadão. Foto: Divulgação

Servidores públicos da Serra estão reclamando da demora no atendimento da perícia médica para os funcionários que estão doentes ou que por algum motivo precisaram pegar atestado ou licença médica por conta de algum problema de saúde. A maior reclamação é de cortes nos salários, já que a perícia não está atendendo a tempo os funcionários do município.

Segundo eles, três médicos atendem no local, que fica PróCidadão, em Portal de Jacaraípe, mas nos últimos dias , apenas um médico está atendendo no local e não está dando conta da demanda.

Um funcionário que não terá sua identidade divulgada por questão de segurança disse que o problema acontece todos os dias. “Na perícia médica do município da Serra falta de organização, desrespeitos com os funcionários. O telefone sempre está ocupado e quanto consegue falar pedem para ligar mais tarde. O agendamento é só por telefone e quando, finalmente, a pessoa consegue comunicação é mal tratado, passa por situações de vexames e constrangimento. Pessoalmente o tratamento é pior. Funcionários estúpidos e alguns médicos grosseiros, que debocham dos “doentes” e colocam em xeque a conduta dos médicos que emitiram dentro da ética o atestado que tem que conter, obrigatoriamente, o CID. Caso contrário, temos o dia de trabalho cortado. Tem servidor que fica na espera ate 15 dias”.

Outro funcionário que também não será identificado, disse que o médico que faz a perícia só aceita o atestado com até 72 horas de emissão. “Eles precisam rever isso. Porque não conseguimos ver o médico da perícia antes dos três dias. Ai o prazo de 72 horas expira, a perícia não aceita o atestado e temos nossos dias cortados. Cadê o respeito com o servidor municipal? Vamos ter que ficar nessa? De ter dias cortados por falta de atendimento na perícia? Eu mesmo terei pelo menos 3 dias de trabalho cortado. Estou com o braço doendo, não posso trabalhar, não é invenção e aí como que fica isso? Igual a minha situação tem de vários servidores que estão sofrendo com esta desorganização”, denuncia.

A reportagem do TEMPO NOVO entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que na sexta-feira (8) estava sendo realizado um plantão na perícia para atender todos os servidores, cujo atestado médico venceria naquele dia e disse ainda que a  partir da próxima segunda (11), o atendimento seria normalizado.

 

 

Comentários

Mais notícias

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

Serra ultrapassa oito mil casos confirmados de coronavírus e atinge 320 mortes

Seguindo na liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de oito mil moradores infectados e...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!