25.1 C
Serra
quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Papelarias vendem mais e contratam funcionários com volta às aulas   

Leia também

Após forte chuva, bairros da Serra ficam sem energia

Após a chegada das chuvas intensas que estavam previstas para esta terça-feira (22), as comunidades de Valparaíso e Serra...

CPF do estudante passa a ser obrigatório para matrícula na rede pública de ensino

A Secretaria da Educação (Sedu) passou a estabelecer, a obrigatoriedade de registro do número do Cadastro Nacional de Pessoas...

Polícia prende criminosos com metralhadora e drogas na Serra

A noite da última segunda-feira (21) terminou com apreensão de drogas, metralhadoras e prisão de criminosos na Serra. Tudo...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Na papelaria Doce Saber, em Laranjeiras, espera-se que o crescimento seja de 10% em relação a janeiro de 2019. Foto: Fábio Barcelos

Para boa parte do varejo, janeiro é um mês ruim de vendas, pois o consumidor já gastou com as compras de Natal. O setor de papelarias é uma exceção. Isso porque é o mês que antecede a abertura do ano letivo nas escolas e faculdades. Com isso, estudantes e pais aproveitam os últimos dias de recesso para a compra de material escolar, aumentando receita e até gerando contratações de mais funcionários nos estabelecimentos.

Na papelaria Futura, em Barcelona, além de contratar mais um funcionário, o proprietário Ivo Soares está otimista. “Nosso movimento aumenta 30% neste período, mas creio que fecharemos a temporada de volta às aulas com faturamento de 10% a 15% maior do que o mesmo período do ano passado”, conta.

Na papelaria Futura, em Barcelona, as vendas crescem 30% neste período. Foto: Fábio Barcelos

Essa também é a melhor época para a papelaria Pinte Borde, em Serra Sede. “Temos sete funcionários e contratamos mais dois no período. Esse ano, porém, está sendo mais fraco que os anteriores. Atribuo isso à situação de desemprego e ao aumento da informalidade no país. Mas esperamos que o consumidor venha comprar o material escolar”, diz o proprietário, Edson Quintino.

Gerente da papelaria Doce Saber, de Laranjeiras, Felipe Maioli afirma que as vendas já são melhores neste época do ano, mas espera que os negócios cresçam até 10% em relação a janeiro de 2019.

“Para a papelaria, além de janeiro, fevereiro e março também são bons. Inclusive, para este período, contratamos mais cinco funcionários, aumentando para 15 o quadro de colaboradores na loja”, ressalta Maioli.

Com duas lojas em Laranjeiras – uma na Avenida Central e outra em frente ao shopping que leva o nome do bairro -, a Papelaria Venâncio tem aumento de 50% nas vendas nessa época do ano, segundo a proprietária, Erika Barbosa da Silva.

“Neste ano, as vendas demoraram um pouco mais para engrenar do que no ano passado, mas agora estão dentro das expectativas. Temos 20 funcionários nas duas papelarias, mas entre o final de dezembro e o início de janeiro contratamos outros 20 para atender a demanda”, conta a empresária.

 

Comentários

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Mais notícias

CPF do estudante passa a ser obrigatório para matrícula na rede pública de ensino

A Secretaria da Educação (Sedu) passou a estabelecer, a obrigatoriedade de registro do número do Cadastro Nacional de Pessoas Físicas (CPF) do estudante, junto...

Polícia prende criminosos com metralhadora e drogas na Serra

A noite da última segunda-feira (21) terminou com apreensão de drogas, metralhadoras e prisão de criminosos na Serra. Tudo começou quando policiais militares do...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!