• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
28.4 C
Serra
terça-feira, 13 abril - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
Entrevista com a Secretária de Assistência Social, Lilian Mota.

Pandemia faz Prefeitura ampliar em 283 % doação de cestas básicas para combater a fome

Leia também

Após paralisação dos rodoviários, ônibus do Transcol ficam superlotados na Serra

Logo após causar transtornos na vida de milhares de capixabas, a paralisação promovida por rodoviários do sistema Transcol deixaram...

Rodoviários impedem retorno do Transcol e deixam população sem ônibus nesta terça

A terça-feira (13) começou com grandes dificuldades para quem depende do transporte público nas cidades da Grande Vitória, inclusive...

Feu Rosa registra 41 mortes e já possui 1.932 moradores infectados pelo coronavírus

Sendo uma das comunidades mais afetadas pela pandemia de coronavírus na Serra, Feu Rosa segue contabilizando altos números de...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Neste segundo bloco da entrevista (confira o primeiro aqui) concedida na última segunda –feira (01) pela Secretária de Assistência Social da Serra, Lílian Mota, a gestora revela uma ‘explosão’ da procura por cestas básicas na cidade com a chegada da pandemia. Fato que revela o aumento da pobreza e da extrema pobreza.  

Moradora retira mantimentos doados pelo município na pandemia. Foto: Divulgação/Prefeitura da Serra/Ewerton Nunes

Como é a distribuição de cestas básicas pelo município?

O Cras (Centro de Referência em Assistência Social) é a porta de entrada. Quando chega uma família hoje, independentemente de Bolsa Família, auxílio emergencial ou outros benefícios criados na pandemia, a equipe que está lá no Cras tem autonomia para avaliar se pode dar uma cesta básica. Hoje quando fazemos nossa ordenação de despesa, temos que garantir lá cestas básicas dentro dos Cras e dos Creas. Independentemente de ser pandemia ou não. Porque a equipe técnica tem que ter a liberdade de analisar até que ponto eu vou atender a Dona Maria e acompanhar ela durante o período até fortalecer essa pessoa.

Lílian Mota afirma que as equipes dos Cras e Creas tem autonomia para definir quais famílias devem receber a cesta. Foto: Bruno Lyra

O município fornece quantas cestas básicas por mês?  

Antes da pandemia fornecíamos seis mil cestas básicas aos Cras e Creas (Centro de Referência Especializado em Assitência Social). Com a pandemia aumentamos para quase 23 mil cestas (crescimento de 283%). Então houve aumento muito grande, a procura aumentou. O ano que passou foi extremamente atípico, fico com pena como o secretário anterior ‘sobreviveu’ com as famílias batendo à porta, necessitando. Então a assistência teve esse olhar tanto com recursos municipais, quanto estaduais e federais para a manutenção dessas cestas.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!