• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados
30.2 C
Serra
quinta-feira, 04 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados

“O amor e o tesão dão lugar ao companheirismo”

Leia também

Guarda da Serra faz sucesso exibindo corpão e combate ao crime nas redes sociais

Além de combater a criminalidade nas ruas da cidade, um Guarda Municipal da Serra está fazendo sucesso nas redes...

Assessoria de Audifax diz que informação de Sueli sobre posto de saúde de Laranjeiras é falsa

A Assessoria do ex-prefeito Audifax Barcelos (Rede) disse que é “inverídica” a declaração da primeira dama da Serra, Sueli...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

 

idooso dentro edi
Rita e Delmir de Jacaraípe: diálogo, amizade e tolerância para chegar a quase cinquenta anos de casamento. Foto: Fábio Barcelos

Por Clarice Poltronieri

Em tempos de casamentos curtos e muitos divórcios, casais unidos há décadas contam o segredo para ter uma relação duradoura. E o ponto principal, segundo eles, é o diálogo.

Maria da Penha de Sant’Anna Silva e Emilton Teixeira da Silva, de Laranjeiras, comemoraram as Bodas de Esmeralda (40 anos de casado). Eles têm três filhas e uma neta.

“No início é muito amor e tesão, mas depois dão lugar ao companheirismo. Sempre saímos muito, mesmo com crianças. Depois que elas cresceram e aposentamos, ficamos ainda mais unidos. Viajamos, dançamos toda semana, vamos à praia. E ele não me prende. Nas crises, nunca dormimos de mal. Falta diálogo entre os casais e as redes sociais pioraram isso ainda mais”, avalia Penha.

Emilton concorda. “O segredo é o entendimento, um compreender o outro. Briga não tem, a gente sempre conversa. E é importante sair da rotina”, acrescenta.

Outro casal junto há quatro décadas, com três filhos e seis netos, Heloísa Helena Gasparini e Romildo Conrado de Miranda, de Laranjeiras, revela o segredo para manterem a relação por tanto tempo.

“Tem que acreditar em Deus, ter amizade e confiança. Muitas vezes é preciso ceder quando há desentendimento. Quando me aborreço, saio para me distrair e evitar confusão. Filhos são importantes, mas não seguram casamento, e sim a amizade e a conversa”, diz Heloísa.

Em Jacaraípe, o casal Rita Maria Fundão Reis e Delmir Reis, com apenas uma filha, tem 49 anos de casado e pretende comemorar as Bodas de Ouro em 2016.

“Tivemos dificuldades financeiras, mas a união e a religião ajudaram a superar tudo. Aprendi muito nos encontros de casais da igreja”, conta Rita, que é católica. “Estamos sempre juntos e um tem saber ouvir o outro para haver entendimento”, completa Delmir.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!