Não resistiu | Capivara é resgatada na Serra com marcas de tiro e sem pata

Momento do resgate da capivara. Foto: Divulgação

Uma capivara foi resgatada bastante debilitada na última quinta-feira (15) pela fiscalização ambiental da Serra. O animal estava numa empresa, nas proximidades da BR 101, em frente à entrada do Civit I. O animal estava sem uma das patas e com ferimento sinais de tiros no corpo.

Segundo o Auditor Fiscal de Atividades Urbanas de Meio Ambiente, Ronaldo Freire, o animal estava próximo a Área de Proteção Ambiental Mestre Álvaro e a incidência destes roedores naquela região tem se tornado uma constante.

“A capivara estava bastante machucada, inclusive com marca de tiro e sem uma das patas. Por isso, encaminhamos para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) para que seja tratada e, se possível, posteriormente, quando estiver sadia e apta, devolvida para seu habitat natural”, disse Ronaldo.

A reportagem entrou em contato com o Cetas, para saber o estado de saúde do animal e a informação é de que o animal não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

“No estacionamento de uma empresa na Serra-ES, apareceu essa capivara a qual estava toda machucada com sinais de tiro de arma de fogo. As equipes do Cetas-ES e equipe da Semma/Serra capturaram o animal e o levou para tratamento no Hospital Veterinário da UVV”, disse por meio de nota o Cetas via rede social.

A equipe do Cetas recebeu o animal, que infelizmente veio a óbito. Foto: Divulgação

O TEMPO NOVO conversou com o biólogo Cláudio Santiago que disse que não é necessário ter medo das capivaras, mas o melhor é não tentar muito contato. “Elas são animais dóceis e circulam perto das pessoas se não se sentirem ameaçadas. Elas não vão atacar nenhuma pessoa ou outro animal se elas não forem intimidadas. Naturalmente, os animais atacam para se defenderem, em último caso. Mas é raríssimo encontrar, na literatura, uma capivara que atacou uma pessoa sem ser motivada a esta ação.”

E continuou: “a capivara é o maior roedor do mundo, mas é nativa da América do Sul. O tipo de ambiente é aqueles que já sabemos: alagados. Elas preferem passar boa parte da vida na água e nas margens de lagoas e rios”, ressaltou o biólogo.

Apesar de o animal ser dócil, existe um perigo para a saúde humana e de animais domésticos. Acontece que as capivaras possuem o carrapato-estrela (Amblyomma cajennense) como parasita – que é reservatório da bactéria Rickettsia rickettsii, causadora da febre maculosa. O homem, ao ser picado por um carrapato contaminado, pode desenvolver a doença.

Cláudio alertou para os riscos, mas também destacou a importância e obrigação de respeitar essa espécie de animal.

“Um problema que pode acontecer do contato destes animais com seres humanos é que eles são animais que tem o carrapato estrela como parasita. Eles ajudam na disseminação dos carrapatos por onde elas circulam. E este parasita pode ser um potencial risco a saúde humana por conta da febre maculosa que pode até levar a morte. Fora isso, esses animais, como qualquer outro da fauna brasileira, é protegido e qualquer tipo de contato de agressão ou manejo não autorizado é passível da legislação vigente”, finalizou.

Encontrei um animal silvestre, o que faço?

Os moradores que encontrarem animais silvestres devem acionar a equipe de resgate pelos telefones (27) 3291-7435 ou (27) 99951-2321. De terça-feira a domingo é possível fazer contato das 8 às 0h. Já na segunda-feira, das 8 às 17 horas. Importante ressaltar que maltratar animal silvestre é crime previsto em lei.

Serra Podcast

Conheça o Serra Podcast: a nova forma do Tempo Novo se comunicar com você, leitor.

Serra Podcast

Conheça o Serra Podcast: a nova forma do Tempo Novo se comunicar com você, leitor.

Vidigal anuncia mega base da Guarda com centro de treinamento e até estande de tiros

Com o intuito de fortalecer o trabalho dos agentes da segurança pública e intensificar o combate a violência na cidade, a Prefeitura da Serra...

Serra abre agendamento on-line com mais de 3.200 consultas

Afim de facilitar ainda mais o agendamento de consultas na Serra, nesta sexta (19), a Prefeitura vai disponibilizar através do site agendamentosaude.serra.es.gov.br, 3.202 novas...

Mar avança e erosão ameaça atingir residências na orla de praia da Serra

A beleza da bucólica praia de Manguinhos, na Serra, está saindo de cena e dando lugar para uma grande preocupação com o avanço do...

Projeto social da Serra busca apoio para ajudar atletas de 5 a 16 anos

A base do esporte é constituída por valores, e valendo desse dilema, o Projeto Santa Cruz Nova Almeida busca, através do futebol, contribuir para...

Feira empreendedora da Serra terá mais de 60 expositores e música

Os preparativos para a primeira Feira Serra Cidade Empreendedora e Criativa estão a todo vapor. Serão quatro dias de evento que vão reunir artesãos,...

Agendamento on-line na Serra para vacinas contra covid-19 e Influenza

Atenção moradores da Serra, pois nesta quinta (18), a partir das 18h, a Secretaria de Saúde (Sesa) vai liberar novas doses de vacina contra...

Restaurante da Serra abre vagas de emprego sem exigir experiência e escolaridade

Referência na culinária serrana, o restaurante de Jacaraípe, Dona Nete, abriu novas vagas de emprego para moradores da Serra. Ao todo, são quatro chances...

No dia do estagiário, Jovem Valor divulga 76 vagas para Serra e região

Hoje (18) comemora-se o dia do estagiário. E para que mais estudantes da Serra possam celebrar essa data, a agência de recrutamento Jovem Valor...
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!