• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.569 casos
  • 769 mortes
  • 40.206 curados
29.1 C
Serra
sexta-feira, 05 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.569 casos
  • 769 mortes
  • 40.206 curados

Na virada do ano, Tempo Novo completa 37 anos e divulga mensagem aos leitores

Leia também

Covid-19 | Amigos lamentam morte de médica que atuava em unidades de saúde da Serra

Uma médica que atuava na rede de saúde da Serra faleceu na última quinta-feira  (4), vítima da Covid-19. A...

Motociclista morre ao colidir com poste na rodovia Norte Sul

Um instrutor de auto-escola perdeu a vida num acidente fatal na tarde desta sexta-feira (5), na Serra. O acidente aconteceu...

Ambiental Serra é flagrada jogando esgoto em córrego que deságua entre Manguinhos e Bicanga

A poluidora Ambiental Serra, que é parceira público-privada da Cesan, está lançando esgoto residencial sem nenhum tipo de tratamento...
Eci Scardini
Fundador do Jornal Tempo Novo, Eci Scardini também escreve para editorias do portal.

Virada do ano em Manguinhos no ano de 2019. Foto: Layza Medeiros

Em meio à imensa alegria que tomava conta das pessoas, ao grande sentimento de esperança e da  salva de fogos da virada do ano de 1983 para 1984, o jornal TEMPO NOVO circulava a sua primeira edição. Os 500 primeiros exemplares foram distribuídos na praia de Jacaraípe.

Exceto pelo trânsito caótico que já se verificava naquela ocasião, não tinha nenhuma tragédia para ofuscar o brilho da alegria e da esperança, disseminado pelas milhares de pessoas que se encontravam ali, naquele momento. Hoje, dia 31 de dezembro de 2020, entrando no nosso 37° ano de existência,  presenciamos mais uma virada de ano. Uma virada inimaginável!

Tivemos tragédias no país que aconteceram pouco antes do fim do ano, cuja comoção se estendeu pós virada, mas nada que se compara à pandemia causada pelo coronavírus.

Em outubro de 1992, tivemos o massacre do Carandiru; quando policiais militares de São Paulo invadiram uma ala do complexo penitenciário e mataram 111 presos. Em novembro de 1996 tivemos o acidente com o Fokker 100 da Tam, no aeroporto de Congolhas, em São Paulo, que deixou 99 mortos.

Em novembro de 2008, chuvas e inundações causaram a morte de 135 pessoas em Santa Catarina e deixou milhares de desabrigados. O rompimento da barragem da mineradora Vale, em Mariana (MG) foi outra grande tragédia, que aconteceu em novembro de 2015, mas que tomou conta dos noticiários por muito tempo.

Aqui na Serra, a tragédia mais marcante foram as fortes chuvas que caíram no final de dezembro de 2013, que deixou boa parte da cidade debaixo d’água.

Mas nada, nada, se compara ao que presenciamos hoje. Só na Serra, até hoje (31), 652 pessoas perderam suas vidas para a Covid-19. São famílias que não têm o que comemorar, que irão chorar a falta do ente querido, que não vão mais poder abraçar o pai, a mãe, o filho, o irmão.

Nesses poucos instantes que faltam para terminar 2020, vamos abraçar simbolicamente àquelas famílias que tiveram perdas de seus familiares. Muitos são amigos, irmãos de coração, irmãos em Cristo. Nós somos esperança; nós somos fé; nós somos coragem.

Daqui a pouco a vacina chega, o vírus acalma e a gente vai voltar a se abraçar. Quem sabe até voltar a ter hábitos de criança: tomar banho de chuva, brincar de pique-esconde…

Quem sabe voltar a tomar vinho com os amigos, viajar com a família…

Nos tornarmos mais humanos e solidários, praticarmos a caridade. Que venha 2021!

Abraços da família Jornal TEMPO NOVO.

Eci Scardini
Fundador do Jornal Tempo Novo, Eci Scardini também escreve para editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!