• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados
20.7 C
Serra
sábado, 12 junho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados

Motoqueiros voltam a ‘fazer trilha’ e degradar a APA do Mestre Álvaro

Leia também

Ministro de Bolsonaro cita a Serra e divulga vídeo da obra do Contorno do Mestre Álvaro

Na última sexta-feira (11) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas publicou um vídeo em suas redes sociais,...

Atenção: Serra ainda tem vagas para vacinas de Covid (1° e 2° dose) e Influenza

A Prefeitura Municipal da Serra, por meio da secretaria de Saúde, informa que das vagas abertas nesta sexta-feira (11),...

Serra retoma aulas presenciais para 14 mil alunos do 6º ao 9º ano e EJA

  As atividades para os alunos da rede municipal de educação da Serra que estão cursando entre o 6º e...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Momento em que fiscalização chega à trilha norte onde os motoqueiros subiram. Foto: Divulgação

Proibida por lei desde 2017, a prática de motocross nas trilhas da Área de Proteção Ambiental (APA) do Mestre Álvaro voltou a ocorrer neste domingo (06). Testemunha ouvida pela reportagem e que não terá o nome divulgado por questão de segurança, disse que pelo menos quatro motoqueiros subiram a trilha norte, localizada próxima à Serra Sede, por volta das 11h.

Essa testemunha contou que fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), que é o órgão responsável pela gestão da APA, estiveram na entrada da trilha e ficaram cerca de 20 minutos aguardando o retorno dos motoqueiros para autuá-los. Mas os motoqueiros não apareceram neste período. Não se sabe se retornaram pelo mesmo percurso ou seguiram para outro ponto da APA, uma vez que há interligação entre as trilhas.

A testemunha disse ainda ser frequentadora das trilhas do Mestre Álvaro, onde faz caminhadas por esporte e contemplação. Afirmou que antes da lei municipal que proibiu o tráfego de motos no local, a presença dos veículos era constante nos finais de semana. Situação que além de afetar a vida silvestre por conta do barulho, gerar atropelamento de animais e provocar erosão no solo, afetando córregos e nascentes, também colocava em risco as centenas de pedestres que se aventuram na montanha.

Antes da subida da trilha, placa informa que é proibida a pratica do motocross na APA Mestre Álvaro. Foto: Divulgação

“De 2017 para cá reduziu muito, mas às vezes ainda aparecem alguns motoqueiros como aconteceu hoje (ontem, 06). E isso é perigoso, pois pode atropelar pessoas que estão caminhando nas trilhas. E quando se anda nas trilhas você não espera se deparar com uma moto em alta velocidade”, observou a testemunha.

A reportagem entrou em contato com a Semma para saber se houve algum desdobramento posterior à ação de fiscalização narrada pela testemunha para inibir os motoqueiros no domingo de manhã. Quando tiver retorno, este conteúdo será atualizado

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!