25.7 C
Serra
terça-feira, 18 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Moradores da Serra poderão escolher obras e serviços para seus bairros de forma on-line

Leia também

Velório e sepultamento de Hermes Scardini será nesta quarta (19)

Está marcado para esta quarta-feira (19), a partir das 7h30, no cemitério Jardim da Paz, em Alterosas, o velório...

Cadela é encontrada esquartejada em possível ritual de magia negra na Serra

Uma cena forte, um crime cruel e bárbaro marcou o final da tarde desta terça-feira (18) dos moradores de...

Serra ultrapassa 85 mil casos de Covid-19; 1.061 foram registrados nas últimas 24h

De segunda (17) para terça-feira (18) a Serra registrou 1.061 novos casos de Covid-19. De acordo com dados do...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Foto: Divulgação

Quer uma escola reformada, um novo posto de saúde ou uma especialidade médica para seu bairro? A oportunidade é agora. A Prefeitura da Serra realizará uma consulta pública, a partir de segunda-feira (17), para que os moradores do município possam apontar quais as ações o cidadão considera como prioritárias em cada região.

De acordo com a Prefeitura, a iniciativa foi feita pelo prefeito Sergio Vidigal, que foi expressada no seu Plano de Governo, e em conjunto com a AMO – Assembleia Municipal do Orçamento e FAMS –  Federação das Associações de Moradores da Serra, criou-se uma nova metodologia para o Orçamento Participativo.

Essa metodologia tratará como demandas todas as solicitações, existe uma tradição em escolher obras e nesta nova metodologia a Prefeitura ouvirá também as necessidades de serviços, como solicitação de Wi-Fi na praça, curso de capacitação, especialidades médicas nas US, e outras.

Para participar, basta o morador acessar o site: http://planeja.serra.es.gov.br/ e começar a opinar sobre como deseja aplicar o Orçamento Participativo (OP) 2022. Para validar as sugestões, o cidadão deve fazer o cadastro com seus dados.

São disponibilizadas diferentes áreas, dentro das quais o munícipe pode escolher até três ações dentro de cada área. São elas: saúde, educação, assistência, empreendedorismo, segurança e infraestrutura. Ainda há um espaço para se fazer outras sugestões caso não encontre a opção de melhoria para o seu bairro.

Destaque para a consulta sobre a Obra da Cidade, que é um investimento de grande importância que atenderá não só a população do bairro, mas todos que trafegam diretamente por ela e toda cidade que será beneficiada pela melhora no fluxo do trânsito.

Neste item a população participará com apenas um voto para escolher entre: – Binário da Norte-Sul; – Mergulhão Bairro de Fátima / Eurico Salles; – Trevo de Serra Sede / São Domingos.

As sugestões podem ser feitas até o dia quatro de fevereiro. A próxima etapa do OP será uma análise técnica, realizada pela equipe do Núcleo de Acompanhamento do Orçamento Participativo, que vai elencar a viabilidade das demandas apresentadas. Nessa triagem serão utilizados critérios como recursos do orçamento, o Plano Plurianual (PPA) e Lei do Orçamento Municipal (LOA), alinhados ao Plano de Governo, dentre outros.

Para finalizar esse processo serão elencadas as prioridades que poderão ser realizadas efetivamente para cada região. Essa última acontecerá de maneira presencial nas 11 Regiões do Orçamento Participativo, juntamente com a (AMO) Assembleia Municipal do Orçamento por meio dos seus delegados.

Novo OP – a nova metodologia do Orçamento Participativo prioriza a participação do cidadão, que terá a oportunidade de acessar e contribuir com sua escolha de onde estiver. A ação é uma das iniciativas para tornar a Serra uma cidade humana, inteligente, criativa e sustentável.

A secretária de Planejamento Estratégico e Tecnologia da Informação, Juliana Costa, pontua que desenvolver com a cidade uma metodologia que colete as sugestões, análise viabilidade de execução e priorize de forma participativa é evoluir no processo de tomada de decisão coletiva. “O munícipe ganhará segurança e confiança no que está sendo feito e a gestão conseguirá empreender mais transparência e mais assertividade na aplicação dos recursos. Queremos ampliar cada vez mais a governança participativa e esse é um passo importante dado pela atual gestão”, comenta Juliana

A Diretora do Núcleo do Orçamento Participativo, Daniele Frasson, afirma que por meio desta nova metodologia a consulta popular passa a ser muito mais do que votar em demandas que alguém encaminhou. “Será a visão do cidadão serrano sobre o que deve ser realizado para melhorar o seu bairro e nosso município”, disse Daniele.

O presidente da Assembleia Municipal do Orçamento (AMO), Guilherme Lima, comenta que está confiante com esta nova metodologia e no processo de participação do movimento popular. “O principal diferencial deste Orçamento Participativo é o compromisso de cumprir pelo prefeito Sergio Vidigal”, acredita Guilherme.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!