25 C
Serra
sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Moradora da Serra resgatou cerca de 800 animais em nove anos

Leia também

Exame de vista gratuito em Laranjeiras em fevereiro

No próximo dia 1 fevereiro (sábado), será realizado em Parque Residencial Laranjeiras, o projeto ‘Olhos do Bem’, que levará...

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas...

Cinquenta voluntários da Serra vão ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Liliane com Flocos, cadela vacinada e castrada, pronta para adoção. Foto: Divulgação

Cerca de 800 animais resgatados entre cães e gatos e 700 encaminhados para um novo lar. A moradora da Serra, Liliane dos Santos, é uma das pessoas que dedicam sua vida há nove anos a cuidar de cães e gatos abandonados nas ruas do município.

Para cuidar desta quantidade de amiguinhos, Liliane passa um dobrado. De origem humilde, a protetora ‘se vira nos trinta’ para dar conta de comprar ração e cuidar da limpeza de todos os canis e do gatil. “Já faz 9 anos que comecei a resgatar animais quando ainda morava em Vila Velha. Mudei para a Serra, e trouxe todos os resgates comigo, aqui dei continuidade ao trabalho voluntário”.

Atualmente Liliane cuida de 36 cães e 25 gatos. Dentro os diversos casos que Liliane já resolveu em sua vida, ela destaca dois, dos cães Ozeias e Bobby. “Além dos que estão comigo em minha casa, cuido de alguns da rua e auxilio quatro pessoas que tem muitos gatos e cães, dividindo doações com eles para ajudar os animais abandonados em suas portas”.

Liliane frisa que dos 800 casos de resgate muitos foram ela quem resgatou e outros de pessoas também da causa animal que ela acabou dando lar temporário solidário. “As vezes a pessoa resgate e eu acabo ajudando abrigando temporariamente até que seja adotado”.

Negão Ozeias está disponível para adoção. Foto: Divulgação

O caso de Ozeias, carinhosamente apelidado de Negão Ozeias foi um dos que mais marcaram Liliane. Segundo ela, o nome dado é uma homenagem ao veterinário que ajudou a salvar a vida do cachorro. “Ele foi encontrado bebezinho na rodovia Audifax Barcelos, ao lado da irmã, que já foi adotada inclusive. Ao lado deles, estavam os irmãos já mortos, com certeza morreram de fome e sede, porque no dia fazia um sol escaldante e eles estavam super mal, muito doentes, com cinomose, sarna e desnutridos”, conta Liliane.

Ela disse ainda que deixou os dois filhotes na clínica praticamente mortos. “Estava sem esperança deles sobreviverem. Mas depois de dias, o veterinário Ozéias me ligou e perguntou se eu não ia buscá-los. Estranhei até, perguntei buscar quem? E eram os dois irmãos, eles estavam ótimos e já podiam ir para casa. Não deu outra, busquei eles na clínica (Dog House) e trouxe para minha casa. Aqui receberam muito amor, carinho e dignidade”, destaca.

Negão Ozéias está para adoção, é muito brincalhão, amoroso e castrado. Assim como Ozéias, o abrigo de Liliane possui diversos animais para adoção.

As adoções acontecem por meio das redes sociais ou em feiras de adoção. Se você quer adotar um bichinho e quiser conhecer os de Liliane, das basta entrar em contato com ela por meio de suas redes sociais: Instagram ou Facebook.

Família resgatada no meio do mato

Bobby foi resgatado com mãe e irmãos próximo a Manguinhos. Foto: Divulgação

Outro caso, que Liliane destaca é o do Bobby. Ela conta que a mãe pariu próximo da Rodovia ES 010, próximo a Manguinhos, em meados de agosto deste ano. “Eram 7 irmãos. Eu já tinha visto a mãe prenha vagando para lá e para cá. Acredito que estava procurando local para ter os bebês. Ela sempre comia no meu portão e não apareceu num determinado dia. Meu marido foi atrás e viu que os bebês tinham acabado de nascer e os resgatamos, com muito custo, mas conseguimos. Hoje a mãe está castrada e Bobby também. Os dois estão disponíveis para adoção. O restante da família alguns foram adotados e outros não resistiram e morreram”.

Doações

Quem quiser ajudar Liliane qualquer doação é bem vinda. Ração, patê, medicações que sobram de tratamentos de animais doentes, vermífugos, jornais. “Qualquer ajuda é bem vinda!”.

Comentários

Mais notícias

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas regiões do estado próximas do...

Cinquenta voluntários da Serra vão ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que atingiram o sul do Espírito...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele, basta chover um pouco mais...

Pague 26 e leve 23 | Confira a coluna Nó da Gravata desta sexta (24)

Pague 26 e leve 23 Após os vereadores de oposição colocarem o ‘pé na porta’ contra a posse do suplente de vereador Fábio Latino (PSB),...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem