28.4 C
Serra
quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Moradora da Serra morta pela Covid-19 é homenageada no Jornal Nacional

Leia também

Acidente entre carros e carreta mata um e deixa feridos no ‘Trevo da Morte’ na Serra

A tarde desta quarta-feira (28) foi marcada por um acidente fatal na BR-101, próximo a entrada de Cidade de...

Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo é prorrogada até final de novembro

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, para crianças de um ano a menor de cinco anos de...

De Dudu Piu Piu a Voz de Trovão: confira os nomes engraçados dos candidatos a vereador da Serra

A Serra tem 748 candidatos ao cargo de vereador e não foram poucos os que apostaram em nomes engraçados...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Bernadete ganhou uma singela homenagem enquanto Willian Bonner apresentava o telejornal. Foto: Reprodução TV Globo

A pandemia causada pelo coronavírus matou 420 moradores da Serra. E uma dessas vítimas é a Bernadete Cristina Marques. A técnica de enfermagem era uma pessoa alegre, cheia de sonhos, amigos e sempre muito batalhadora, mas infelizmente não suportou os danos causados pela Covid-19 em sua saúde. Mas quem pensa que ela foi esquecida está enganado. Na noite da última terça-feira (13), ela recebeu uma singela homenagem no Jornal Nacional, da Rede Globo.

Acontece que desde a piora da pandemia no Brasil, o telejornal começou a passar fotos dos brasileiros que foram vítimas fatais do vírus, enquanto Willian Bonner e Renata Vasconcellos apresentam o telejornal. E nesta terça-feira, foi a vez de Bernadete ganhar destaque junto com as milhares de imagens que passam por lá todos os dias.

Conforme informado pelo TEMPO NOVO no dia 22 de agosto, Bernadete havia sido infectada pelo coronavírus, e infelizmente, morreu após ficar oito dias internada no Hospital Jayme dos Santos Neves, em Morada de Laranjeiras. A profissional trabalhava na Unidade Básica de Saúde de José de Anchieta I e era muito querida por seus colegas de trabalho e até os pacientes atendidos por ela.

Leia a opinião do Tempo Novo:
Possível segunda onda de Covid-19 na Serra tem seus culpados e a história mostrará

Mãe de quatro filhos, Bernadete – 39 anos –  começou a sentir sintomas da doença pouco menos de uma semana antes da sua morte, mas acreditou ser apenas cansaço do seu serviço. Além do posto de saúde, a serrana também fazia algumas horas extras na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Serra Sede. O quadro dela piorou no último sábado (15) quando foi atendida na UPA de Castelândia e já encaminhada às pressas para o Jayme, em Morada. No local, ela foi internada na UTI e ficou sedada desde então.

Bernadete trabalha num posto de saúde da Serra e morreu após ser infectada pelo coronavírus. Foto: Divulgação

Colegas de trabalho de Bernadete afirmaram que ela já tinha sentido falta de ar antes de ir ao médico. Por conta da piora no caso, a família da profissional de saúde estava realizando orações em frente ao hospital e pediu apoio dos moradores da cidade.

Pandemia na Serra

Seguindo na mesma tendência de alta nos números de coronavírus, que já havia sido registrada na segunda-feira (12), a Serra contabilizou mais cinco moradores mortos por coronavírus em apenas 24 horas, além de 236 novas pessoas infectadas. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) no fim da tarde desta terça-feira (13). Enquanto os números aumentam, aglomerações continuam ocorrendo por todo o município, inclusive em bares, praias e outros locais públicos.

Segundo os dados divulgados pela Sesa, no total, a Serra já possui 17.286 moradores que foram infectados pela doença, 520 mortos e 16.089 pacientes considerados recuperados da Covid-19. Vale destacar que a Serra é a segunda cidade com o maior número de mortes por coronavírus em todo o Espírito Santo. A cidade também é a terceira com o maior número de pessoas contaminadas, ficando atrás de Vila Velha e Vitória.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo é prorrogada até final de novembro

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, para crianças de um ano a menor de cinco anos de idade – mesmo as já...

De Dudu Piu Piu a Voz de Trovão: confira os nomes engraçados dos candidatos a vereador da Serra

A Serra tem 748 candidatos ao cargo de vereador e não foram poucos os que apostaram em nomes engraçados para chamar a atenção do...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!