• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados
26 C
Serra
quarta-feira, 03 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados

Mesmo sem aulas, professores da Serra voltarão às escolas em fevereiro

Leia também

Festival Voadora terá 12 shows autorais com destaques da música capixaba  

Cento e oitenta e seis projetos foram inscritos para o processo de seleção do Festival Voadora, cujas apresentações acontecem entre...

Detran implanta exame teórico digital na Ciretran Serra Sede e facilita vida de moradores

O município da Serra receberá mais uma Sala de Exames Teóricos digital do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito...

Vereador defende regulamentação do serviço de mototáxi na Serra

  Por meio do Projeto Indicativo de Lei 43/2021, o vereador Pablo Muribeca (Patriota) defende a regulamentação do serviço de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Prefeitura irá convocar professores pra treinamento. Foto: Divulgação

Mesmo com as aulas suspensas por tempo indeterminado devido à pandemia de coronavírus, os professores da Serra que atuam nas unidades escolares municipais terão que voltar às escolas em fevereiro. O retorno ao trabalho presencial ocorre por conta de um treinamento da Secretaria de Educação com o objetivo de capacitar os profissionais para as mudanças que terão que ocorrer nas salas de aula em virtude da Covid-19.

O secretário de Educação da Serra, Alessandro Bermudes, afirmou à reportagem do TEMPO NOVO que a suspensão das aulas presenciais foi mantida para que o Município tenha tempo de preparar as unidades de ensino e oferecer a capacitação aos profissionais da Educação. Ainda de acordo com o titular da pasta, as escolas serão reabertas em fevereiro, mas sem a presença dos estudantes.

“O retorno em fevereiro com os professores é importante para esse treinamento. Isso fará que eles entendam melhor nossos alunos. Não adianta nada termos uma ferramenta se esses professores não sabem usar essa ferramenta. Por isso, todos serão convocados”, disse o secretário, que ainda destacou o interesse da prefeitura na volta às aulas.

Ainda de acordo com Alessandro, as aulas presenciais seguem sem previsão para serem retomadas e podem ocorrer de forma totalmente on-line ou em modelo de revezamento. Para o retorno presencial, segundo ele, são necessários ajustes em 8 creches e 7 escolas, que estão em situação precária.

Logo no início de janeiro, o prefeito Sergio Vidigal, juntamente com Alessandro, visitaram muitas escolas e creches para observar de perto a situação desses locais. “Nós temos muitas (escolas) que estão críticas. Nesses dias, já começamos a trabalhar a reforma dessas unidades para quando voltarmos o aluno possa entrar no ambiente escolar em condições mínimas de ter o seu aprendizado”, afirmou Alessandro.

O secretário ainda destacou alguns dos principais problemas encontrados durante as visitas. “Algumas escolas possuem apenas um banheiro para os meninos e meninas. Além disso temos escolas com o telhado em risco de cair. Outras o mato tomou conta e temos que realizar o processo de limpeza”, enumerou.

Sem prazo para volta às aulas 

Conforme informado anteriormente pelo TEMPO NOVO, as aulas presenciais não serão retomadas em fevereiro nas unidades escolares municipais das cidades da Grande Vitória. A decisão foi tomada em reunião feita no último dia 14 por secretários de Educação de quatro municípios da região metropolitana, inclusive o da Serra. A prorrogação da suspensão de atividades presenciais acontece devido o agravamento da pandemia de coronavírus em todo o Espírito Santo.

Ainda neste mês de janeiro, o governador Renato Casagrande (PSB) realizou uma reunião com prefeitos e pediu o retorno presencial de todas as escolas municipais da Grande Vitória, seguindo um único calendário escolar. O pedido, no entanto, foi negado pelos municípios de Vitória, Cariacica, Vila Velha e Serra.

A decisão de realizar as visitas ocorreu após o governador Renato Casagrande (PSB) realizar uma reunião com prefeitos da Grande Vitória e pedir para que as prefeituras retornem as aulas presenciais em fevereiro desde ano, todas seguindo o mesmo calendário escolar.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!