Lama da Samarco na fila por CPI no ES

0
o deputado Josias da Vitória (PDT) é o proponente da Comissão de Inquérito
O deputado Josias da Vitória (PDT) é o proponente da Comissão de Inquérito. Foto: Divulgação 

Por Conceição Nascimento

Foi protocolado nesta terça-feira (24), na Assembleia Legislativa (Ales), o pedido para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar causas e consequências da ruptura da barragem da mineradora Samarco, em Mariana (MG), ocorrida no dia cinco de novembro. A iniciativa é do presidente da Comissão de Representação da Ales, que apura a tragédia no Rio Doce, deputado estadual Josias da Vitória (PDT).

O deputado conversou com a reportagem na manhã desta quarta-feira (25) e explicou que conseguiu 15 assinaturas de apoio à proposta. “O mínimo são dez para protocolar o pedido de abertura de CPI. Temos cinco comissões em andamento e aguardaremos a conclusão de uma delas para pedir ao presidente – Theodorico Ferraço (Dem) – que coloque em votação no plenário a instalação da CPI”, disse.

Entretanto, é possível que o requerimento para a criação da CPI da Lama espere mais um pouco, uma vez que há dois outros na fila.

Atualmente, a Ales tem quatro CPIs em atividade e uma já foi aprovada em plenário e deve ser instituída nos próximos dias, são elas a Máfia dos Guinchos, Empenhos da Saúde, Sonegação de Tributos, Transcol e a Judicialização da Saúde.

O deputado Sérgio Majeski (PSDB) conta que assinou o documento pela criação da CPI. “Pelo histórico do país, esta é uma situação que tende a cair no esquecimento. Isso vai acabar ficando na conta do povo. Pela promiscuidade entre os poderes, e entre o público e o privado. Acho que é fundamental toda forma de investigação para colocar em pratos limpos quem deve pagar”, disse.

Comentários