Justiça condena Neidia: perda de mandato, reclusão em semiaberto e multa de R$ 700 mil

0
Justiça condena Neidia: perda de mandato, reclusão em semiaberto e multa de R$ 700 mil
Neidia era presidente da Câmara. Foto: Joatan Alves

Uma decisão da juíza Letícia Maia Saude determinou a perda do mandato da vereadora Neidia Maura Pimentel (PSD), afastada das funções na Câmara da Serra desde março de 2018. Neidia respondia ao processo (Nº: 0001828820180080048), onde era acusada de peculato, concussão (rachid) e associação criminosa.

A juíza fixou ainda pena de cinco anos e dez meses de reclusão, convertidos em regime semiaberto, e pagamento de 233 dias/multa; sendo que cada dia equivale a três salários mínimos, em valores referentes a março de 2019. Na prática, o valor da multa é de aproximadamente R$ 700 mil.

Com isso, Neidia fica definitivamente afastada das funções e ainda terá que pagar as custas processuais. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça do Espírito Santo.

Outro acusado no processo, Flávio Serri, comemorou a decisão. “Fui absolvido de todas as acusações, a juíza finalizou o meu processo, que iniciou por causa das mentiras de adversários políticos e pessoas que se venderam para eles para prestarem falso testemunho contra mim. Deus é maravilhoso e sua justiça tarda mas não falha. Desde a fase da investigação até agora foram 3 anos, fui grampeado, tive meus sigilos bancários e fiscal quebrados. Essa sentença me fortalece para continuar minha militância, zelando pela probidade e o dinheiro público. A população pode ver que sou inocente. Sigo em frente agora mais motivado que nunca”, afirmou.

A defesa da vereadora foi procurada para comentar a decisão, mas até o momento não retornou ao contato da reportagem.

Comentários