27 C
Serra
quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Jacaraípe, Manguinhos e Feu Rosa ficam sem água oito vezes em três meses

Leia também

Inscrições prorrogadas para vagas de cuidador com salário de R$ 1.039

Foram prorrogadas as inscrições para o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos...

Cheiro Moreno aposta na mistura de ritmos para ganhar público capixaba

Formada há 21 anos em Nova Viçosa, na Bahia, e atualmente sediada no Espírito Santo, a banda Cheiro Moreno...

Serranos se unem para ajudar atingidos pelas chuvas, veja como colaborar

Muitos municípios capixabas foram castigados pelas fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo nos últimos dias. E pensando em...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Moradora de Belvedere, na Serra Sede, sofreu durante a escassez de água em 2016. Problema volta a ameaçar a cidade. Foto: Edson Reis / Arquivo TN

Por Bruno Lyra / Gabriel Almeida

Nos últimos três meses, as regiões de Jacaraípe, Manguinhos e Feu Rosa ficaram sem água pelo menos oito vezes. E vão ficar novamente sem o líquido, já que neste sábado (28) a Cesan já avisou que suspenderá o abastecimento. Cada interrupção, segundo a empresa, pode durar até 24h.

Os números são baseados nos comunicados da Cesan sobre interrupções no fornecimento de água, alegando sempre o mesmo motivo: “manutenção programada”. Isso num período em que a seca volta a assolar o Espírito Santo, que já tem vários municípios do interior com racionamento de água.

Questionada se as constantes paralisações em bairros da Serra já não seriam resultado da escassez de água, a Cesan não respondeu. A concessionária também não adiantou se o município pode ter que enfrentar racionamento nas próximas semanas com o declínio da vazão dos rios que o abastece.

O principal deles, o Santa Maria, já estava a baixo do nível crítico no último dia 18 de setembro, conforme medição da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh). A Agência não disponibilizou o volume do manancial na última semana. O Santa Maria atende, além da Serra, a zona norte de Vitória e parte de Cariacica.

Também abastece as gigantes Vale e ArcelorMittal Tubarão, as duas maiores consumidoras individuais do rio. O município onde estão as cabeceiras do rio, Santa Maria de Jetibá, está em racionamento de água desde o último dia 21. Também em Santa Maria fica a represa de Rio Bonito, que originalmente foi feita para gerar eletricidade; mas desde o agravamento da crise hídrica, em 2015, vem sendo usada para armazenar água para a Grande Vitória.

A Cesan também não informou à reportagem qual é a situação da represa. Na última segunda-feira (23), o deputado Adilson Espíndula (PTB) – que é da região de Santa Maria de Jetibá – conseguiu aprovação de requerimento para que a represa não libere água para a produção de energia elétrica neste período de seca, priorizando o armazenamento. Isso para não faltar o líquido para abastecimento humano e agricultura. Na ocasião, Espíndula disse que a represa está abaixando 20 cm por dia.

Reis Magos

Já o rio Reis Magos abastece a região da Serra Sede, que ficou sem água duas vezes em agosto. A justificativa dada pela Cesan para a interrupção do serviço também foi a da “manutenção programada”. A Agerh não divulga dados de vazão deste rio, mas a situação dele também é de escassez. Tanto que o município onde ele nasce, Santa Teresa, também está em racionamento desde o último dia 21. Vale lembrar que o Reis Magos tem porte menor que o Santa Maria.

Comentários

Mais notícias

Cheiro Moreno aposta na mistura de ritmos para ganhar público capixaba

Formada há 21 anos em Nova Viçosa, na Bahia, e atualmente sediada no Espírito Santo, a banda Cheiro Moreno se destaca pela rica mistura...

Serranos se unem para ajudar atingidos pelas chuvas, veja como colaborar

Muitos municípios capixabas foram castigados pelas fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo nos últimos dias. E pensando em ajudar as famílias afetadas, algumas...

Serra é a segunda cidade onde mais choveu em seis horas

Sem dar longas tréguas, a chuva continua castigando os capixabas. Na noite da última quarta-feira (22) e madrugada desta quinta-feira (23), a Serra foi...

Emprego: 73 vagas de trabalho abertas na Serra

A quinta-feira (23) está recheada de oportunidades de trabalho. No Sine da Serra, estão abertas 73 vagas de emprego para diversos cargos. As chances...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem