Irmãs de Vista da Serra brilham no karatê nacional

0

Por Thiago Albuquerque

Duas irmãs na Serra estão fazendo o maior sucesso e dando o que falar no mundo do karatê. Lidiane Lima de 13 anos e Heshiley Lima de oito, estão conquistas dezenas de medalhas juntas e fazendo história. Moradoras de Vista da Serra I, as irmãs já disputaram competições estaduais e nacionais.

Irmãs de Vista da Serra brilham no karatê nacional
Lidiane conquistou seis medalhas em dois anos. Foto: Divulgação

As duas atletas começaram a vida no karatê no final de 2015 e os resultados são impressionantes. A mais velha, Lidiane conquistou em 2016, uma medalha de prata e uma de bronze no Campeonato Capixaba. Na mesma competição em 2017 ela faturou dois bronzes. Ainda este ano, brilhou no Brasileiro de Karatê Esportivo do Rio de Janeiro, com duas medalhas de ouro. Totalizando seis medalhas, duas de ouro uma de prata e três de bronze.

Irmãs de Vista da Serra brilham no karatê nacional
Já a caçula, Heshiley soma cinco medalhas de ouro na carreira. Foto: Divulgação

Já a caçula, Heshiley não sabe o que é derrota ainda. No Campeonato Capixaba de 2016 ganhou uma de ouro. No Capixaba de 2017 a atleta faturou duas medalhas de ouro. E no Brasileiro no Rio de Janeiro deste ano, faturou outras duas medalhas de ouro. A serrana totaliza cinco medalhas de ouro na carreira. As irmãs juntas somam onze medalhas.
As atletas fazem parte da Federação Karatê Capixaba, e são treinadas pelo Sensei Emérito Ferreira.

Irmãs de Vista da Serra brilham no karatê nacional
O vereador Wellington Alemão (DEM) com as campeãs. Foto: Divulgação

Homenagem

Na segunda (25) as meninas vão receber na Câmara de Vereadores um voto de congratulação do vereador Wellington Alemão (DEM), que é da comunidade das meninas e fala sobre a importância de apoiar o esporte.

“É lindo ver essas meninas brilhando, levando o nome do nosso município para fora do Espírito Santo e trazendo no peito medalhas de ouro. Mesmo com pouco recurso temos aqui a confirmação que o esporte rompe barreiras e transforma vidas. Temos que valorizar o esporte na Serra, tantos talentos precisando apenas de um incentivo como essas meninas de ouro”, conclui ele.

Comentários