23.6 C
Serra
quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Homem que bate em mulher será proibido de ocupar cargo comissionado na Serra

Leia também

“Na Serra é Bruno Lamas para prefeito”, diz presidente do PSB de Casagrande

O presidente estadual do PSB, Alberto Gavini, confirmou que o secretário estadual Bruno Lamas será candidato a prefeito pelo...

Manato diz que PSL terá candidato a prefeito mesmo sem Bolsonaro

Na última terça-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que irá deixar o PSL e criar um novo partido,...

Confira os gabaritos oficiais do Enem 2019

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou na tarde desta quarta-feira (13) os gabaritos oficiais do...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O projeto de lei é do vereador Roberto Catirica. Foto: Gabriel Almeida

Homens agressores de mulheres que foram condenados pela Lei Maria da Penha não poderão assumir cargos comissionados na Prefeitura da Serra e na Câmara de Vereadores. O projeto de lei que foi aprovado na última quarta-feira (20) é do parlamentar Roberto Catirica (PHS) e agora segue para a sanção ou veto do prefeito Audifax Barcelos (Rede).

E a proposição não só impede novas contratações como também obriga o Executivo e Legislativo a exonerar todos os cargos comissionados que já foram condenados por violência contra a mulher. Como justificativa para o projeto, Catirica afirma que “a violência contra a mulher permanece como a mais cruel e evidente manifestação de desigualdade de gênero no Brasil”.

Mas, caso a lei seja sancionada, a proibição de manter ou nomear os condenados pela Lei Maria da Penha no município deve durar apenas enquanto o agressor estiver cumprindo a pena definida pela Justiça. Já que em um parágrafo único, o vereador afirma que a proibição vale “até a comprovada reabilitação criminal do agressor”.

Sendo assim, a proposição deixa uma “segunda chance” para os agressores que já cumpriram suas penas e conseguiram através da Justiça a “reabilitação criminal” que é uma ação prevista no Código Penal que visa assegurar ao condenado que já cumpriu pena o sigilo dos dados referentes à sua condenação.

O projeto foi aprovado pelos vereadores na última segunda-feira (20) na Câmara da Serra e agora segue para a sanção ou veto do prefeito Audifax Barcelos.

Comentários

Mais notícias

Manato diz que PSL terá candidato a prefeito mesmo sem Bolsonaro

Na última terça-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que irá deixar o PSL e criar um novo partido, chamado Aliança pelo Brasil. Isso...

Confira os gabaritos oficiais do Enem 2019

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou na tarde desta quarta-feira (13) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio...

Defesa Civil emite alerta para mais risco de inundação e deslizamentos na Serra

A Defesa Civil do Espírito Santo emitiu na tarde desta quarta-feira (13) um alerta para risco de deslizamentos e inundações por conta das chuvas...

Descontos de até 70% durante outlet em shopping da Serra

A oportunidade de fazer as compras de Natal com super descontos está no it Outlet, que acontecerá a partir desta quinta-feira (14)  até o...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!