• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.183 curados
23.7 C
Serra
segunda-feira, 18 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.186 curados

Foi aprovado projeto que reduz imposto na conta de luz do serrano

Leia também

Profissionais de saúde de hospital da Serra serão vacinados às 17 horas desta segunda

Funcionários que trabalham no Hospital Dr. Jayme dos Santos Neves, em Morada de Laranjeiras, na Serra, serão vacinados contra...

Oportunidade! Empresas abrem 173 vagas de emprego para moradores da Serra

Empresas da Serra abriram, nesta segunda-feira (18), 173 vagas de emprego com preferência para moradores da cidade. As oportunidades...

Casagrande diz que vacinação contra o coronavírus pode começar nesta segunda

Com o início da campanha de vacinação contra o coronavírus cada vez mais próximo, o governador do Espírito Santo,...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A proposição foi uma iniciativa do deputado Vandinho que convocou o vereador, Gilmar para protocolar o PL na Casa de Leis. Foto: Ales / Gabriel Almeida

A Câmara da Serra aprovou o Projeto de Lei (PL) 93/2019 que reduz em até 3,5 vezes o valor Contribuição Iluminação Pública (CIP), popularmente conhecida como taxa de iluminação pública. Esse tributo municipal é embutido na conta de luz da EDP Espírito Santo mensalmente.  A proposição foi uma iniciativa do deputado estadual Vandinho Leite que convocou o vereador, Gilmar Dadalto (Raposão) para protocolar o PL na Casa de Leis.

Na prática, a proposição é para diminuir o imposto cobrado na taxa de iluminação pública que vem todo mês na conta de luz do serrano. A justificativa é que o imposto do morador da Serra é três vezes mais caro do que o de Vitória. “Chegou-se a conclusão que é extorsivo o valor pago pelo morador serrano”, justifica Raposão.

Após a votação do projeto que aconteceu em sessão realizada na tarde da última segunda-feira (10), Vandinho comemorou a aprovação. “Estou muito feliz. Esse projeto adéqua a taxa de iluminação pública da Serra com a do município de Vitória. Hoje a capital paga três vezes menos de taxa de iluminação pública do que a Serra. Meus parabéns aos parlamentares que votaram para aprovar”, disse o deputado.

O Projeto de Lei agora segue para a sanção ou veto do prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede). Vandinho fez um apelo para que Audifax não vete a proposta. “Faço um apelo para o prefeito: Audifax não vete essa matéria. Vamos acabar com essa vergonha que é a taxa de iluminação pública da Serra”, afirma.

Dos 23 vereadores, apenas cinco votaram contra a proposta. São eles: Guto Lorenzoni (Rede), Cabo Porto (PSB), Ericson Duarte (Rede), Luiz Carlos Moreira (MDB), Miguel da Policlínica (PTC).  Guto fez uma justificativa de voto e afirmou que votou contra por desconhecer a matéria e afirma que queria acrescentar uma emenda no PL.

“Nós temos que realmente fazer uma revisão na taxa de iluminação pública e eu olhando um rascunho que foi me emprestado eu olhei aqui e vi que o pobre não teve a isenção. Tinha que ter uma emenda para a pessoa de baixa renda não pagar nada. Por desconhecer o conteúdo da matéria eu votei pela improcedência porque a gente com responsabilidade poderia trabalhar melhor, pois é um beneficio colocado a toda a população”, disse Guto.

Já Raposão, que apresentou a proposta também comemorou a aprovação. “Quero agradecer a todos de coração. Muito obrigado pelo apoio em ter votado esse projeto”, disse durante a sessão.         

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!