30 C
Serra
quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Estado ainda não decidiu se autoriza segurança para prefeito e vereadores

Leia também

EDP anuncia falta de energia em bairros da Serra nesta quinta e sexta

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito...

Festa carnavalesca vai misturar samba, marchinha e eletrônica em Manguinhos

Quer curtir um Carnaval diferente? Em Manguinhos vai ter samba, marchinha e um atrativo a mais que é a...

Está procurando emprego? 155 vagas de trabalho estão abertas na Serra

A quarta-feira (19) está recheada de oportunidades de trabalho. No Sine da Serra, estão abertas 155 vagas de emprego...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Prefeito Audifax tinha feito o pedido junto ao governador Renato Casagrande. Foto: Assembleia Legislativa

Mais de dez dias após o pedido de segurança pessoal feito pelo prefeito Audifax Barcelos (Rede) junto ao governador Renato Casagrande (PSB), a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) afirma que continua estudando o pedido.

Dias após o pedido do prefeito, o presidente da Câmara de Vereadores protocolou pedido semelhante à Sesp, informando que o grupo de vereadores que representam o bloco de oposição na Casa estaria se sentindo ameaçado.

Procurada pela reportagem, a Sesp se pronunciou por meio de nota e disse que a solicitação de “escolta do presidente da Câmara Municipal da Serra, para os vereadores, continua sendo analisado, assim como o pedido do prefeito do município. A decisão de oferecer escolta é baseada em uma análise de risco, que está sendo realizada”.

Entenda

Uma crise política se instalou sobre a Serra, com troca de acusações e denúncias entre o prefeito da cidade, Audifax Barcelos (Rede), e um grupo de vereadores. De um lado, o prefeito acusa o presidente da Câmara de participar de uma organização criminosa que quer tomar o controle do município. De outro, Rodrigo Caldeira nega as acusações, classificando-as como “calúnia” do prefeito.

Comentários

Mais notícias

Festa carnavalesca vai misturar samba, marchinha e eletrônica em Manguinhos

Quer curtir um Carnaval diferente? Em Manguinhos vai ter samba, marchinha e um atrativo a mais que é a música eletrônica, e claro, a...

Está procurando emprego? 155 vagas de trabalho estão abertas na Serra

A quarta-feira (19) está recheada de oportunidades de trabalho. No Sine da Serra, estão abertas 155 vagas de emprego para diversos cargos. As chances...

Jovens entram na corrida pela Câmara da Serra em 2020

Motivados e com disposição para novos desafios. Lideranças jovens da Serra estão atentas à movimentação das raposas politicas, e prometem dar trabalho nas eleições...

Projeto social abre filial em Castelândia e procura professor de violão voluntário

O projeto Restauração de Vida, que teve início no bairro Santa Rita, que fica próximo a Serra Dourada, está tomando força e terá uma...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem