26.1 C
Serra
sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Endometriose atinge até 15% das mulheres em idade reprodutiva

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

A doença atinge mulheres em idade reprodutiva, que podem até ficar estéreis. (Foto: Divulgação)

Doença crônica caracterizada pela presença do tecido que reveste a cavidade uterina em outras partes do corpo, como ovário, ligamentos uterinos, bexiga e intestino, a endometriose atinge até 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos), sendo que 30% podem ficar estéreis, de acordo com a Associação Brasileira de Endometriose (SBE).

Criado para conscientizar a população, nesta quarta-feira (08) é celebrado o Dia Nacional da Luta Contra Endometriose. Segundo o ginecologista da Unimed Vitória Madalena Oliveira Bandeira de Mello, as causas ainda não são comprovadas, mas algumas condições podem favorecer o surgimento da doença: “Início precoce da menstruação, gravidez tardia, menor número de gestações e fatores genéticos. Fatores ambientais também são capazes de contribuir para o aparecimento da endometriose, como a combustão de poluentes”, aponta a especialista.

Os sintomas variam, mas, segundo a médica, em geral, a endometriose causa cólicas menstruais, dor ao evacuar no período menstrual, dores durante as relações sexuais e infertilidade. “Há mulheres que não apresentam nenhum sintoma e algumas descobrem a presença da doença apenas na gravidez. O tratamento depende do estágio, podendo ser com anticoncepcionais, medicamentos hormonais ou, dependendo do grau, cirurgia”, assinala Madalena.

 

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!