22.9 C
Serra
terça-feira, 14 de julho de 2020

É o fim da crise institucional na Serra

Leia também

Vereadores e deputados devem abrir mão do recesso de julho

Vereadores da Serra devem abrir mão do recesso parlamentar de julho, marcado para ter início nesta quarta-feira (15). O...

Bruno Lamas faz seminário virtual aberto ao público para debater ideias e projetos para a Serra

O deputado estadual Bruno Lamas (PSB) vai realizar na noite desta terça-feira (14) um seminário virtual onde a população...

Polícia apreende cinco armas de fogo em José de Anchieta e São Marcos

Na última segunda-feira (13), após ter recebido informações de que criminosos estariam planejando um atentado no bairro José de...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

O prefeito Audifax e o presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira em evento de assinatura de projeto. Foto: Gabriel Almeida.

Uma reunião no gabinete do prefeito Audifax Barcelos (Rede) na tarde de hoje (08) selou o fim da crise institucional na Serra. A agenda oficial era sancionar o projeto que autoriza doação de um terreno para construção de um novo Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS-IBAMA). Além do justo mérito, a reunião também guardou forte carga de simbolismo. Isso porque os vereadores de oposição, incluindo o presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira (Rede), compareceram em peso no evento. O clima mesclava entre uma tensão inicial que no decorrer foi se transformando em trocas de elogios e sorrisos mútuos.

Em sua fala, Audifax enalteceu Caldeira e os demais vereadores pela “agilidade” e “consciência” da aprovação do projeto de lei citado. Já Caldeira e também Basílio da Saúde (Pros), ambos os parlamentares que deram declarações, devolveram os elogios com nova troca de afagos e por fim, todo o grupo de vereadores junto ao prefeito, fez pose para uma foto que simbolizou a superação da crise entre os poderes Executivo e Legislativo municipal.

Já se esperava uma agenda oficial que marcasse a reatada política entre Audifax e Caldeira, uma vez que a Câmara vinha dando sinais de arrefecimento nos movimentos oposicionistas ao voltar a pautar projetos de autoria do Executivo. Assim como esperado, não se falou de política no evento, embora fosse difícil para pessoas presentes conseguir conter a surpresa do fato registrado.

Na semana passada, ao TEMPO NOVO alguns líderes da oposição como Aílton Rodrigues (PSC) e Roberto Catirica (PHS) já tinham anunciado uma “trégua” e revelando que estaria em curso uma articulação para reatar relações institucionais e mesmo políticas com Audifax. Entretanto, cobravam mais “respeito” por parte do Executivo. Audifax por sua vez, disse que esperava uma “relação republicana com a Câmara em prol do desenvolvimento da Serra”.

Entenda o contexto

O auge da crise institucional entre Audifax e o Legislativo municipal foi no dia 5 de abril, quando o prefeito convocou a imprensa e afirmou que a Câmara estaria “sob controle do crime organizado” com o objetivo de derrubá-lo do cargo. As acusações foram rebatidas pelo presidente Rodrigo Caldeira. De lá para cá, a Casa de Leis passou a não pautar projetos do Executivo, a derrubar vetos e abrir frentes de investigação.

Comentários

Mais notícias

Bruno Lamas faz seminário virtual aberto ao público para debater ideias e projetos para a Serra

O deputado estadual Bruno Lamas (PSB) vai realizar na noite desta terça-feira (14) um seminário virtual onde a população poderá participar e debater ideias...

Polícia apreende cinco armas de fogo em José de Anchieta e São Marcos

Na última segunda-feira (13), após ter recebido informações de que criminosos estariam planejando um atentado no bairro José de Anchieta III, militares prosseguiram ao...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!