25.1 C
Serra
quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Drenagem do Contorno do Mestre Álvaro tem 1º grande teste com chuvas

Leia também

Após forte chuva, bairros da Serra ficam sem energia

Após a chegada das chuvas intensas que estavam previstas para esta terça-feira (22), as comunidades de Valparaíso e Serra...

CPF do estudante passa a ser obrigatório para matrícula na rede pública de ensino

A Secretaria da Educação (Sedu) passou a estabelecer, a obrigatoriedade de registro do número do Cadastro Nacional de Pessoas...

Polícia prende criminosos com metralhadora e drogas na Serra

A noite da última segunda-feira (21) terminou com apreensão de drogas, metralhadoras e prisão de criminosos na Serra. Tudo...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Obras do Contorno do Mestre Álvaro: boa parte do traçado da futura via está em terrenos alagadiços. Foto: Edson Reis

Com as fortes chuvas que estão atingindo a Serra e os municípios do entorno, o Contorno do Mestre Álvaro está passando pelo seu primeiro teste de drenagem. E a notícia por enquanto é boa. Nos trechos onde aterro e terraplanagem já estão adiantados, a água está fluindo, sem que haja grandes represamentos. A avaliação é de um dos maiores conhecedores da região dos alagados do mestre Álvaro, o fotógrafo e ativista ambiental serrano, Edson Reis.

Edson esteve no local por volta de 16h da tarde da última quarta –feira (13). E produziu imagens, incluindo a festa dos pescadores que aproveitaram o aguaceiro para fisgar enormes bagres africanos, espécie exótica que prosperou em brejos e canais dos alagados. Confira na galeria de fotos abaixo.

“Olhei uma parte da obra do Contorno, nas proximidades do restaurante da Elana (Recanto Mestre Álvaro) na pedreira que estão quebrando para passar a pista (já perto do presídio do Queimado). Vi que o aterro da nova pista não provocou grande acúmulo de água e as calhas de drenagem já colocadas deram boa vazão”, pontou Edson.

A preocupação com a drenagem no entorno do Contorno do Mestre Álvaro se justifica porque a região é de alagados em boa parte dos 19km do trejeto da futura via. Os alagados acomodam águas que descem do próprio Mestre Álvaro, de Muribeca, dos bairros à oeste da BR 101 entre Carapina e Pitanga e ainda sofrem, ao sul, influência do rio Santa Maria da Vitória.

Em temporadas de chuva, os alagamentos na região são imensos, gerando reflexos  – e prejuízos – nas empresas dos polos Jacuhy, Piracema e TIMS, além dos bairro Central Carapina, José de Anchieta II, Cantinho do Céu e Jardim Tropical.

O Contorno o Mestre Álvaro está na fase de terraplenagem. De responsabilidade do Governo Federal, a previsão é de que fique pronto em 2022, ao custo de R$ 300 milhões. A via passará a integrar a BR 101, ligando as regiões do Jacuhy (ao sul) e Calogi (ao norte). E deve desafogar o trânsito no atual traçado da BR entre Carapina e Serra Sede, além de promover uma nova frente de expansão urbana no município.

Observação

No entanto, vale ressaltar que ainda não há avaliação dos alagados nesta quinta –feira (13). É que o rio Santa Maria subiu bastante desde a madrugada – tanto que já alagou a cidade de Santa Leopoldina, e pode ter aumentado o nível das águas nos alagados do Mestre Álvaro na Serra.

Confira galeria de fotos de Edson Reis feitas feitas nos alagados e no Contorno ontem (13)

Comentários

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Mais notícias

CPF do estudante passa a ser obrigatório para matrícula na rede pública de ensino

A Secretaria da Educação (Sedu) passou a estabelecer, a obrigatoriedade de registro do número do Cadastro Nacional de Pessoas Físicas (CPF) do estudante, junto...

Polícia prende criminosos com metralhadora e drogas na Serra

A noite da última segunda-feira (21) terminou com apreensão de drogas, metralhadoras e prisão de criminosos na Serra. Tudo começou quando policiais militares do...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!