30.5 C
Serra
terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Diretor da Vale diz que pó preto não faz mal à saúde

Leia também

Prefeitura suspende cobrança do rotativo em Serra Sede

Os motoristas que visitarem a região de Serra Sede não terão que pagar o estacionamento rotativo durante os próximos...

Escritor capixaba aborda racismo em seu 9º e-book

Nesta sexta-feira (21) o escritor capixaba Maxwell dos Santos, lança mais um trabalho de ficção que denuncia injustiças no...

Em ascensão, Cobra Cobral arma bote para derrubar Pit Bull

O Serra Futebol Clube vai em busca da sua terceira vitória no Campeonato Capixaba. O próximo confronto do tricolor...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

O diretor Maurício Armando Max disse que não há registro de afastamento de funcionários da empresa por convívio com o minério de ferro. Foto: Divulgação
O diretor Maurício Armando Max disse que não há registro de afastamento de funcionários da empresa por convívio com o minério de ferro. Foto: Divulgação

Por Caio Dias

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Pó Preto, deixa marcada para a próxima quarta-feira (22) a presença do presidente da Vale, Murilo Ferreira, para prestar esclarecimentos. O deputado estadual Gilsinho Lopes (PR) demonstrou insatisfação com a falta do executivo, que pediu para ser substituído por um diretor.  Com isso, o comparecimento de Murilo foi deliberado pela comissão.

A empresa foi a segunda a depor, primeiro foi a Arcelor Mittal, na última semana.  Da Vale foram convocados para depor o diretor de pelotização Maurício Armando Max – que garantiu que o pó preto não faz mal à saúde – e o gerente de meio ambiente, Romildo Fracalossi, além do presidente que não compareceu e teve como substituto, o diretor Marconi Tarbes.

Maurício Armando Max defende como importante medida, ações do Termo de Responsabilidade Ambiental (TCA) assinado em 2007 e concluído em 2013. Investiu-se inicialmente R$ 700 milhões e com isso reduziu 33% na emissão de poeira. Depois mais R$ 100 milhões foram gastos e reduziu-se mais 20% na emissão do pó.

Maurício ressalta: “A Vale não tem nenhum registro de funcionário que foi afastado por problemas respiratórios causados pela poeira”. E afirma ainda que a poeira sedimentável, o pó preto, não causa problemas de saúde.

Romildo Fracalossi falou da importância das medidas, como por exemplo, a cobertura verde no Complexo de Tubarão; a substituição de óleos por gás natural, como fonte de energia; aplicação de polímero, que evita emissão de poeira quando o minério é manejado; além do uso Wind Fence, uma barreira que evita que o pó saia da mineradora.

O deputado estadual Euclério Sampaio (PMDB) rebate o diretor e diz que muitas pessoas são vítimas do pó preto e questiona o sentimento dos dirigentes. Já Erick Musso (PP) duvida da veracidade do resultado das pesquisas ambientais realizadas tendo em vista que os clientes são o IEMA, quem fiscaliza, e Vale, a empresa que polui.

A sessão teve quase quatro horas de duração. A próxima empresa a ser ouvida será a Samarco, na próxima quarta-feira (22), na Assembleia Legislativa do Espírito Santo.

 

Comentários

Mais notícias

Escritor capixaba aborda racismo em seu 9º e-book

Nesta sexta-feira (21) o escritor capixaba Maxwell dos Santos, lança mais um trabalho de ficção que denuncia injustiças no Brasil. Trata-se de 9º e-book...

Em ascensão, Cobra Cobral arma bote para derrubar Pit Bull

O Serra Futebol Clube vai em busca da sua terceira vitória no Campeonato Capixaba. O próximo confronto do tricolor serrano será contra o time...

Serra faz peneiras para Sub 20 masculino e time de futebol feminino

Dia 1º de março, um domingo, vai ter peneira no estádio Robertão, na Serra Sede para selecionar meninas que queiram atuar pelo Serra Futebol...

Inscrições abertas para aprender inglês ou espanhol de graça

Os estudantes da Rede Estadual de Educação que desejam aprender um novo idioma terão mais uma oportunidade este ano. Isso porque já foram abertas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem