24.7 C
Serra
sábado, 18 de janeiro de 2020

Dezesseis deficientes visuais sobem trilha do Mestre Álvaro

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Cada deficiente visual contou com o apoio de um guia. Foto: Amigos do Mestre Álvaro

Uma iniciativa pioneira e radical levou deficientes visuais a uma das trilhas do Mestre Álvaro no último fim de semana. O projeto Acessibilidade de Mãos dadas com a Inclusão em parceria com a Associação Ambientalista Amigos do Mestre Álvaro levou ao topo do Mirante da Pedra Grande dezesseis portadores de necessidades especiais.

A Pedra Grande fica a 360 metros de altitude e os cegos puderam subir a montanha e vivenciar as sensações proporcionadas pela Mata Atlântica, que vão além das belas paisagens. A ação aconteceu no domingo – dia 4. Os participantes saíram do Jardim Botânico da Serra e seguiram pela trilha de floresta fechada. Foi um total de seis horas de caminhada.

Da Associação Amigos do Mestre Álvaro, Jean Robert de Souza disse que este foi o primeiro projeto de educação ambiental e inclusão social na Área de Proteção Ambiental Mestre Álvaro, voltado para pessoas com deficiência visual. “A trilha contou com a participação de pessoas cegas totais e com baixa visão. Foi muito desafiador e trabalhoso, porém, todo esforço foi recompensado com o sucesso do evento. Os depoimentos de satisfação, de ânimo e alegria contagiantes, foi um privilégio sem tamanho para quem se dedicou e trabalhou. A iniciativa buscou demonstrar de forma prática, que somos todos iguais e com os mesmos direitos. E como radicalizar também é para todos, tivemos ainda a descida de rapel com a equipe Up-Hope vertical. Foi algo emocionante em todos os sentidos, uma experiência única” destaca.

Da Associação Vivamos Acessibilidade, Carlos Alexandre Nunes dos Santos, que é deficiente visual disse que foi uma experiência única. “Foi incrível. O fedd back das pessoas que foram e todas estão maravilhadas. Ficaram felizes pelo fato de terem esta oportunidade de ter contato tão próximo com a natureza via uma trilha que não é comum para pessoas com deficiência. As dificuldades do terreno que é cheio de obstáculos e bem inclinados foram todas superadas pelos participantes. Foi tudo bem coordenado, cada deficiente foi com um guia para ajudar e evitar qualquer incidente. No final deu tudo certo e foi muito bom”, conta.

Participaram ainda da ação equipes do Corpo de Bombeiros, da Guarda Municipal da Serra e da Associação Vivamos Acessibilidade.

Confira algumas fotos da subida – Fotos: Ong Amigos do Mestre Álvaro

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!