23 C
Serra
domingo, 29 de novembro de 2020

Desrespeitando a lei, trio de Fábio/Audifax volta a circular sem o candidato em Laranjeiras

Leia também

Quem não votou no primeiro turno das eleições pode votar no segundo turno

Os eleitores que não foram às urnas no primeiro turno das eleições municipais deste ano podem votar no segundo...

Veja onde os candidatos a prefeito da Serra irão votar neste domingo

Neste domingo (29), eleitores da Serra estão voltando às urnas para escolher os próximo prefeito e vice-prefeito. E junto...

Idosos voltam às urnas e marcam presença na votação do segundo turno na Serra

A pandemia do novo coronavírus não está impedindo que os idosos voltem às urnas para decidir o futuro da...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Vídeo foi gravado nesta quarta-feira e pode ser visto no final desta matéria. Crédito: Reprodução | Jornal Tempo Novo

Após a mudança do primeiro para o segundo turno das eleições municipais deste ano, o ‘trio fantasma’ da campanha de Fábio Duarte (Rede) à Prefeitura da Serra voltou a circular por bairros da cidade. Assim como no primeiro turno, o principal bairro para circulação do veículo automotivo é Parque Residencial Laranjeiras. A reportagem do TEMPO NOVO flagrou a cena – que é considerada crime eleitoral – na tarde da última quarta-feira (18). Em cima do trio elétrico, estava apenas um locutor que pedia votos para o candidato.

A reportagem apurou, através da Justiça, que a utilização de carros de som só pode ocorrer em carreatas, passeatas, comícios ou reuniões de campanha com a presença do disputante ou seu vice. O problema é, que em todas as vezes que o trio elétrico de Fábio foi flagrado (no primeiro e segundo turno), o veículo circulava de forma isolada, ou seja, sem a presença do candidato, e sequer, apoiadores nas proximidades.

Mesmo assim, a circulação continua ocorrendo. No vídeo gravado pela reportagem (assista abaixo), um homem – não identificado – estava em cima do trio elétrico. Ele pedia votos e conversava com lojistas e pedestres que estavam no local. A Avenida Central é a mais utilizada para a circulação, mas ruas laterais, como a Segunda Avenida, também são alvo.

Conforme informado pelo TEMPO NOVO, além da lei não permitir a prática, a campanha de Fábio também foi impedida pela Justiça Eleitoral de circular o veículo. Na ocasião, o Juiz Eleitoral, Thiago Vargas Cardoso, determinou a suspensão imediata do meio irregular de divulgação sob pena de multa no valor de R$ 20 mil. Mesmo assim, em matéria publicada no dia 5 de novembro, eleitores denunciaram que a determinação judicial não foi respeitada.

Ao contrário do que aconteceu em semanas anteriores, dessa vez, o trio não circula mais a mensagem do padrinho político de Fábio, Audifax Barcelos (Rede), que dizia insistentemente “Audifax é Fábio e Fábio é Audifax”. Segundo informações de bastidores, a estratégia de campanha para essa nova fase da eleição é desvincular o candidato do seu principal apoiador (leia mais sobre isso clicando aqui).

Vale lembrar que, neste ano, Audifax Barcelos não poderá ser candidato, pois já esgotou a possibilidade de reeleição. Por isso, o prefeito anunciou Fábio Duarte como sua aposta de sucessão. Desde então, o atual chefe do Executivo vinha fazendo campanha para o vereador, inclusive sempre afirmando que Fábio dará continuidade ao seu mandato.

A reportagem tenta contato com Fábio Duarte, através da assessoria de imprensa do candidato, mas até a finalização deste texto não obteve retorno. Caso a demanda seja respondida, essa matéria será atualizada com o posicionamento.

Veja vídeo abaixo:

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!