25.8 C
Serra
quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Deputados são contra aumento no Fundo Eleitoral, mas usaram dinheiro para campanha -veja valores

Leia também

Uma tonelada de ração para animais vítimas das chuvas no interior

Uma tonelada de ração será enviada para os animais dos municípios do interior do estado que foram atingidos pelas...

Erick Musso convoca deputados para aprovar pacote de ajuda para os atingidos pela chuvas

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), deve convocar o plenário extraordinariamente, na próxima segunda-feira (27), atendendo...

Pele Morena e congo encerram as atividades da Arena Procon hoje (22) em Jacaraípe

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe nesta quarta-feira (22). Além das atividades que duram...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Em 2020 partidos políticos podem ter R$ 3.8 bilhões para gastar nas campanhas eleitorais. Isso porque, foi aprovado na Comissão Mista um relatório que prevê o aumento desse recurso – que anteriormente era de R$ 1.7 bilhão. Este aumento pode impactar áreas importantes já que terá que ser feito remanejamento orçamentário, a Saúde, por exemplo, pode perder R$ 500 milhões para o Fundo Eleitoral.

Deputados capixabas já se pronunciaram a respeito do tema, no entanto, todos ele que dizem ser contra o aumento, registram um histórico de utilização do dinheiro oriundo dos Fundos Eleitoral e Partidário em suas campanhas eleitorais de 2018.

Por isso o TEMPO NOVO preparou uma lista do posicionamento de cada deputado a respeito do tema, e também confrontando com os dados da campanha de 2018 publicados pela Justiça Eleitoral. A reportagem começou pelo ex-prefeito e deputado Sérgio Vidigal (PDT), pelo fato de ter domicílio eleitoral na Serra, que é a proposta editorial do TN. E seguimos a lista por ordem alfabética:

Vidigal – contra – em 2018 recebeu R$ 875 mil

Por meio de suas redes sociais, o deputado Sérgio Vidigal (PDT) se posicionou contra o aumento. “Em tempos de falta de recursos para áreas como saúde, infraestrutura e educação, não podemos aportar mais recursos para financiar campanhas. Precisamos sim, voltar a discutir novas formas de financiamento, mas não podemos aumentar o valor do fundo”, disse.

Em 2018, Vidigal apresentou receitas no valor de R$ 903.588,57, das quais 97,66% foram oriundos dos Fundos Eleitoral e Partidário. Ou seja, algo em torno de R$ 875 mil. Somente de doação do PDT, partido do qual preside a nível estadual, houve transferências de recursos no valor de R$ 700 mil.

Amaro Neto – indeciso – em 2018 recebeu R$ 1.36 milhão

Amaro Neto diz que foi sondado pelo PRB para ser candidato na Serra. Foto: Reinaldo Carvalho

O deputado federal Amaro Neto (Republicanos) ainda não se posicionou objetivamente a respeito do assunto. Disse que vai aguardar novas informações para tomar uma decisão. Em 2018, ele foi o candidato a federal com o maior número de votos: 181 mil. Amaro declarou receita de R$1.451.448,00, dos quais 94% vieram dos Fundos Eleitoral e Partidário por meio da Direção Nacional do Republicanos, na época PRB

Da Vitória – contra – em 2018 recebeu R$ 600 mil

Josias Da Vitória (Cidadania) se disse contra o aumento. Em suas redes sociais ele declarou: “o recurso público tem que ser investido em saúde, educação, segurança pública, agricultura. E não em campanha eleitoral. Voto contra o aumento do Fundo Eleitoral” No entanto, na companha de 2018, o parlamentar declarou de R$ 714.237,13. Desse valor, 88.58% são oriundos dos Fundos. Somente a direção nacional do PPS (atual Cidadania), repassou R$ 584 mil.

Evair de Melo – não declarou voto – em 2018 recebeu R$ 1 milhão

O deputado Evair de Melo (PP) ainda não declarou como irá votar, caso o aumento chegue no plenário da Câmara Federal. Em 2018 ele teve receita de R$1.145.012,38 dos quais 92% foram dos Fundos Eleitoral e Partidário. Os diretórios nacional e estadual do PP repassaram ao deputado mais de R$ 1 milhão para fazer campanha.

Felipe Rigoni – contra – em 2018 recebeu R$ 150 mil

Em nota publicada em suas redes sociais, o deputado Felipe Rigoni (PSB) afirmou ser contra o aumento. Em 2018, ano que se elegeu deputado, Rigoni declarou receitas de R$ 912 mil, dos quais 18% foram do Fundo Eleitoral.

Helder Salomão – contra – em 2018 recebeu R$ 900 mil

Helder Salomão (PT) disse ser contra e defendeu campanhas mais baratas. Em 2018 ele foi o 4º mais votado com 73 mil votos. Ele declarou receita de R$919.049,77. Desse valor 99% foi repassado pelo PT por meio do Fundo Eleitoral.

 

Lauriete Rodrigues – não declarou voto – em 2018 recebeu R$ 2,3 milhões

A deputada Lauriete Rodrigues (PL) não declarou como irá votar. Em 2018 ela foi à campeã de repasses de recursos dos Fundos para a campanha de deputado. Ela declarou receita de R$2.312.720,00 , dos quais R$ 2.3 milhões vieram da direção nacional do PL.

Norma Ayub – não declarou voto – em 2018 recebeu R$1.65 milhão

Assim como Laurite, a deputada Norma Ayub (DEM) não declarou voto. Ela também recebeu grandes fatias dos Fundos. Norma declarou R$ 1.68 milhão, sendo que R$ 1.65 milhão vieram dos dois Fundos por meio de repassasses de seu partido, o Democratas.

 

Soraya Manato – contra – em 2018 recebeu R$ 295 mil

A deputada federal Soraya Manato (PSL) se posicionou contra o aumento. “Somos governo Bolsonaro e somos contra o aumento do fundo eleitoral”, disse por meio de suas redes sociais. Em 2018 ela recebeu R$ 295 mil dos Fundos, que foi 100% da receita total declarada para a campanha eleitoral.

Ted Conti – contra – em 2018 recebeu R$ 97 mil

Ted Conti (PSB) que entrou na vaga de Paulo Foletto (PSB – atual secretário de estado) disse que é contra a medida. Entre os deputados eleitos, ele teve a campanha mais enxuta de acordo com dados da Justiça Eleitoral. “Acho que os recursos devem deve ser investidos em áreas como saúde e educação, e não nos partidos”. Em 2018 ele declarou receita de R$ 97 mil. Desse valor, R$ 90 mil vieram dos Fundos com repasses do partido e doação da campanha de Renato Casagrande (PSB).

Comentários

Mais notícias

Erick Musso convoca deputados para aprovar pacote de ajuda para os atingidos pela chuvas

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), deve convocar o plenário extraordinariamente, na próxima segunda-feira (27), atendendo ao pedido do governador Renato...

Pele Morena e congo encerram as atividades da Arena Procon hoje (22) em Jacaraípe

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe nesta quarta-feira (22). Além das atividades que duram o dia todo, vai ter...

Sede recebe palestras sobre história e ciclo folclórico da Serra

Acontecem nesta quarta-feira (22) às 18h no auditório da Câmara Municipal, duas palestras promovidas pela Associação Comercial e Empresarial da Serra Sede (Acess) ....

Festival de Doces com quindim gigante em Nova Almeida

O Festival de Doces que acontece no fim da próxima semana, na Praça dos Pescadores, em Nova Almeida tem a mão da ex-vereadora e...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem