21.8 C
Serra
domingo, 07 de junho de 2020

Deputado recua da CPI do pó preto

Leia também

Erosão do mar em Manguinhos segue se agravando e danifica propriedades

Está se agravando o problema da erosão no trecho entre o Recanto dos Profetas e o Vagão na orla...

‘Juro Zero’ já liberou quase R$ 5 milhões para empreendedores no ES, diz Xambinho

A Aderes, órgão responsável por fazer o cadastro dos interessados no empréstimo sem juros, já identificou 6.724 comerciantes aptos...

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Sujeira e risco a saúde. a CPI vai analisar o problema da poluição do ar na Grande Vitória por empresas como a Vale  e ArcelorMital
Sujeira e risco a saúde. a CPI vai analisar o problema da poluição do ar na Grande Vitória por empresas como a Vale e ArcelorMital. Foto: Arquivo TN

Por Anderson Soares

O deputado estadual Bruno Lamas (PSB) anunciou nesta terça-feira (24) em sessão na Assembleia Legislativa (Ales) a sua saída da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a participação das empresas Arcelor Mittal e Vale na participação da poluição do ar da Grande Vitória com o pó preto.

A entrada do colega Gilson Lopes (PR), a alteração no regimento para ampliar o número de participantes e o fato de ter sido vencido na disputa pela relatoria foram os motivos que Bruno Lamas apresentou como justificativa pela renúncia da CPI.

Nos bastidores o que se comenta é que Bruno foi convidado a deixar a CPI em função de ter recebido apoio financeiro das empresas investigadas, durante a campanha eleitoral.

Além disso, a renúncia de Lamas é vista como um sinal de um maior distanciamento do deputado frente o Governador Hartung, que possui maioria governista na comissão.

Prisão dos diretores

Sobre a CPI, o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) em discurso na sessão de quarta (25) foi duro com a Vale e Arcelor Mittal. Chegou a pedir a prisão dos diretores e o fechamento das siderúrgicas com a justificativa de que o pó preto está “matando” os capixabas.

Comentários

Mais notícias

‘Juro Zero’ já liberou quase R$ 5 milhões para empreendedores no ES, diz Xambinho

A Aderes, órgão responsável por fazer o cadastro dos interessados no empréstimo sem juros, já identificou 6.724 comerciantes aptos a receberem o empréstimo oferecido...

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo nas últimas semanas. Luciana pediu...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!