24.3 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Deputado do PSL quer criar Dia de Combate à Cristofobia

Leia também

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais...

Com ausência de Porto, Cabo Puppim quer manter vivo o DNA de direita na Câmara: “recebi uma missão”

Aos 43 anos de idade, o policial reformado e advogado, Bruno Puppim, se vê diante de um novo desafio:...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O projeto de lei é do deputado Capitão Assumção, do PSL. Foto: Divulgação / Ales

Está tramitando na Assembleia Legislativa um projeto de lei que prevê a criação do Dia de Combate a Cristofobia no Espírito Santo. A proposição do deputado estadual, Capitão Assumção (PSL), quer que a data seja lembrada no dia 10 de dezembro de todo ano.

Para justificar a criação do projeto de lei, o capitão – que é evangélico – afirma que são muitos os atentados e ataques sofrido por cristãos em todo o mundo, mas diz que a proposição é para instruir a sociedade como acerca “da tolerância aos valores e verdades que o cristianismo prega”. Além disso, caso aprovada, a lei teria como principal função estimular e discutir o respeito à religião cristã.

O deputado diz ainda que a lei não será suficiente para acabar com a perseguição dos fieis do cristianismo. “Há de se destacar que a presente medida obviamente não será suficiente para exterminar o problema, mas se trata de um meio de trazer à memória as pessoas que foram vítimas de tal preconceito, bem como fomentar em âmbito estadual a importância de se dialogar sobre o tema, visando coibir o aumento de comportamentos criminosos contra os cristãos”, justifica Assumção no projeto.

A escolha do dia 10 de dezembro é pelo fato de, segundo o deputado, neste dia ser comemorado o Dia da Bíblia. O projeto está na fase de Leitura da Proposição Principal, e além de ser votado pelos deputados, pode ser ou não sancionado como lei pelo governador Renato Casagrande (PSB).

Comentários

Mais notícias

Com ausência de Porto, Cabo Puppim quer manter vivo o DNA de direita na Câmara: “recebi uma missão”

Aos 43 anos de idade, o policial reformado e advogado, Bruno Puppim, se vê diante de um novo desafio: "contribuir com a mudança da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!