26.1 C
Serra
sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Cuidado com as plantas do seu jardim: elas podem matar seu pet!

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Plantas são lindas,  dão charme, leveza e deixam um cheirinho maravilhoso no ambiente. Mas saiba que existem várias plantas e flores extremamente tóxicas para os animais.

E não se engane, muitas vezes não precisa o animal ingerir grande quantidade para se intoxicar e muitas parecem inofensivas e  podem levar a doenças neurológicas, renais, alérgicas, cardíacas, renais, dermatológicas,  hematológicas deixando seu peludo doente de forma crônica ou levando a morte rápido.

Pesquisas indicam que existe no Brasil mais de 206 plantas, flores e sementes com algum potencial tóxico aos animais. Mas as principais, que causam doenças graves são: azaléia, copo de leite, anturo, espada de são jorge, mamoma, samambaia, espirradeira, comigo ninguem pode, tinhorão, taioba braba, coroa de cristo, bico de papagaio, avelós, saia branca, saia roxa, lírio, estramônio, chapéu de napoleão, oficial de sala, dedaleira, mandioca braba, coração de negro ou pessegueiro brabo, broto de bambu, giesta, esporinha, flor das almas, urtiga e aroeira.

Esses são os nomes populares das plantas. Algumas podem levar a quadros de hemorragia grave, outras a distúrbios gastrointestinais com vômito e diarreia, outras podem até causar distúrbios neurológicos semelhantes a um cãozinho com cinomose, além de cardiopatias, hepatopatias, nefropatias, alergias graves com inchaço da face, membros e glote dentre outros.

Caso seu pet tenha acesso a áreas de plantas, fique atento se nestas áreas possui alguma destas plantas mencionadas. Em caso de dúvida envie a foto ao médico veterinário de sua confiança para que ele possa procurar identificar se a planta é tóxica ou não. E se seu peludo apresentar sinais inespecíficos mesmo que sejam brandos e tiver contato com plantas (mesmo que você ache que ele não mastigou alguma) leve o imediatamente ao médico veterinário. Algumas plantas levam a doenças crônicas sendo que o seu pet só irá manifestar sinais graves quando a intoxicação for irreversível.

Por Patrícia Ribeiro de Oliveira, médica veterinária da Climev Laranjeiras

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!