25.7 C
Serra
terça-feira, 07 de julho de 2020

Contorno do Mestre Álvaro está submerso nesta terça-feira (03)

Leia também

Covid-19 | Parceria entre empresa e projeto social faz desinfecção em Colina de Laranjeiras e Chico City

O bairro Colina de Laranjeiras, na Serra, é a comunidade com o maior número de pessoas infectadas com o...

Opinião TN: A pandemia não acabou, nós que acostumamos com as mortes

Mesmo em meio à pandemia, a rotina de muitas pessoas está voltando ao normal. Famílias se reunindo, churrascos acontecendo...

Ação no sábado em Laranjeiras vai trocar cerveja por alimento e produtos de limpeza

Neste sábado (11) vai acontecer a segunda edição Festival Drive-Thru Solidário das Cervejarias, às 12 horas. A ação é...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

A temporada de chuva chegou com força ao ES e à Serra e já provoca grandes alagamentos em parte das obras do Contorno do Mestre Álvaro. Logo que vieram as primeiras pancadas fortes, ainda em novembro, os pontos mais baixos do traçado suportaram bem, conforme reportagem mostrada por Tempo Novo.

Mas, com o aumento do volume de chuvas desde então, a situação se agravou deixando o trecho da futura rodovia totalmente submerso entre os polos industriais Jacuhy e Piracema, próximo ao ponto onde a via ligará com o Contorno de Vitória.

A reportagem esteve na manhã desta terça –feira (03) no local e registrou em fotos e vídeo a submersão total de parte do traçado. Há de se lembrar, no entanto, que neste trecho ainda não foi feito aterro definitivo. Mas apenas aterro inicial para demarcar o traçado e permitir a entrada de máquinas e equipamentos necessários a execução da obra.

À medida que se avança para o norte do traçado, os terrenos são um pouco mais elevados. Nesses pontos, há muita água acumulada nas margens da obra, inclusive com o aterro reduzindo o fluxo da drenagem do ribeirão Brejo Grande e gerando inundação da estrada de acesso ao presídio e ao sítio histórico do Queimado.

Quase não havia operários ou trabalhadores da obra ao longo do trecho entre o Jacuhy e Guaranhus na manhã chuvosa desta terça-feira. Uma das poucas atividades que estavam sendo executadas, era a detonação de rochas para a passagem da rodovia num trecho mais seco, no alto de um morro próximo ao Queimado.

Logo após o bate estaca, o aterro do futuro traçado estava submerso nesta terça-feira (03). Foto: Bruno Lyra

As obras são de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e a empreiteira executora do serviço é a Contractor. Desde o último dia 19 de novembro a reportagem pede ao DNIT informações sobre o projeto de drenagem, inclusive se os alagamentos das últimas semanas ensejaram mudanças. Mas, até a publicação desta matéria, não teve retorno.

Previsto para ficar pronto até 2021, o Contorno do Mestre Álvaro está na fase de terraplanagem e corte de rochas. A via terá 19 km e fará parte de novo traçado da BR 101, ligando as regiões do Jacuhy ao sul e Calogi ao norte. O custo estimado é de R$ 300 milhões.  A expectativa é que tire 35% do tráfego entre Carapina e Serra Sede, atual trecho da BR 101 que pode ser municipalizado quando o Contorno estiver pronto.

 

Comentários

Mais notícias

Opinião TN: A pandemia não acabou, nós que acostumamos com as mortes

Mesmo em meio à pandemia, a rotina de muitas pessoas está voltando ao normal. Famílias se reunindo, churrascos acontecendo e bares lotados de pessoas...

Ação no sábado em Laranjeiras vai trocar cerveja por alimento e produtos de limpeza

Neste sábado (11) vai acontecer a segunda edição Festival Drive-Thru Solidário das Cervejarias, às 12 horas. A ação é uma parceria entre diversas cervejarias...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!