25.3 C
Serra
domingo, 29 de março de 2020

Contarato aciona a Justiça para obrigar Bolsonaro a aceitar dinheiro do G7

Leia também

Sobe para 9 o número de pessoas com o novo coronavírus na Serra

Sobe para 9 o número de pessoas infectadas com a Covid-19 na Serra. A informação foi divulgada pelo governador...

“Meu Título de Eleitor permanece em Vitória”, diz Amaro Neto, que vinha sendo cotado para a Prefeitura da Serra

Uma suposta consulta do deputado federal Amaro Neto (Republicanos) ao Cartório Eleitoral da Serra causou alvoroço no mercado politico...

ArcelorMittal vai parar mais um alto-forno em Tubarão

Maior indústria instalada na Serra e 3ª maior planta produtora de aço do Brasil, a ArcelorMittal Tubarão anunciou que...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Senador vai acionar a Justiça contra o presidente. Foto: Divulgação

O senador Fabiano Contarato (Rede) vai acionar a Justiça mais uma vez contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Dessa vez, o capixaba quer obrigar o Governo Federal a aceitar os US$ 22 milhões que o G7 (grupo formado pelas sete maiores economias do mundo) ofereceu para ajudar a combater os incêndios na Amazônia, que ganharam repercussão mundial nos últimos dias.

Nesta semana, o Governo Bolsonaro tinha colocado como “condição” para aceitar o dinheiro, um pedido de desculpas do presidente da França, Emmanuel Macron, mas algumas horas depois voltou atrás e retirou esta condição. Mesmo assim, ainda não aceitou o recurso oferecido.

Para o TEMPO NOVO, o senador criticou o presidente e classificou a medida de não aceitar o dinheiro como um “capricho” de Bolsonaro. “Não podemos nos submeter a um capricho de um presidente, quando a floresta arde em chamas. Ele não observa a responsabilidade que tem, como não observa o decoro. Senão não estaríamos ingressando já com 18 ações na Justiça, contando esta”, disse Contarato.

Com a ação que está sendo movida por Contarato, caso Bolsonaro não aceite receber o dinheiro, o Governo pode ser condenado a liberar recursos iguais aos oferecidos pelo G7 com a mesma finalidade: combater os incêndios na região amazônica.

O senador ainda disse que “é absurdo um mero ato de vontade do Presidente da República impedir que o país tenha acesso a recursos para o combate aos incêndios, sendo que o Executivo mesmo reconhece a crise fiscal enfrentada pelo país”, afirma.

Comentários

Mais notícias

“Meu Título de Eleitor permanece em Vitória”, diz Amaro Neto, que vinha sendo cotado para a Prefeitura da Serra

Uma suposta consulta do deputado federal Amaro Neto (Republicanos) ao Cartório Eleitoral da Serra causou alvoroço no mercado politico capixaba. Segundo informações de bastidores...

ArcelorMittal vai parar mais um alto-forno em Tubarão

Maior indústria instalada na Serra e 3ª maior planta produtora de aço do Brasil, a ArcelorMittal Tubarão anunciou que vai paralisar o Alto-Forno 03....

Espírito Santo tem 7 novos casos de Covid-19

O Espírito  Santo tem sete novos casos do novo coronavirus, segundo da informação divulgada pelo governador Renato Casagrande no final da tarde deste sábado...

Indústria faz campanha para consumidor priorizar produto capixaba

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) lançou esta semana campanha para que o consumidor capixaba compre produtos produzidos no Estado. A campanha diz...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem