24.6 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Comunidade católica realiza debate sobre violência contra a mulher

Leia também

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...

Prefeitura diz que nascente ressurgiu após reflorestamento no Parque da Cidade

Três olhos d’água que abastecem o curso do córrego Laranjeiras brotaram no Parque da Cidade após anos de trabalho...

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Seminário convida sociedade a refletir e debater sobre os diversos tipos de violência contra a mulher (Foto: Divulgação)

“Ponto final na Violência contra as Mulheres”. Este é o tema de um seminário que vai acontecer no dia 1º de junho, a partir das 14h30, na igreja da Comunidade Nossa Senhora das Graças, que fica em Centro Residencial da Serra, próximo ao ponto final do bairro.

O evento é uma realização da comunidade católica do bairro com o apoio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Seppom). Toda a comunidade está convidada para debater a realidade da violência doméstica e assistir à palestra da secretária da Seppom, Luciana Malini, que vai falar sobre os direitos da mulher e as políticas de proteção e de combate à violência.

Em meio aos avanços na legislação e nos mecanismos de proteção e de denúncia, os dados acerca desse tipo de violência no Espírito Santo são alarmantes e preocupam autoridades e sociedade civil. O estado contabilizou 33 assassinatos classificados como feminicídio no ano de 2018. Os números são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), que ainda informa que 93 mulheres morreram em todo o ES no ano passado. Um terço desses casos é de feminicídio.

De janeiro a setembro do ano passado, 11.591 boletins de ocorrência por agressão contra mulheres foram registrados nas Delegacias Especializadas em Atendimento a Mulher (Deam) do estado, o que dá uma média de 42 casos por dia. O Espírito Santo é um dos que mais registram casos de violência contra a mulher no Brasil.

Comentários

Mais notícias

Prefeitura diz que nascente ressurgiu após reflorestamento no Parque da Cidade

Três olhos d’água que abastecem o curso do córrego Laranjeiras brotaram no Parque da Cidade após anos de trabalho de reflorestamento no local. A...

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais evidente a importância dos ativistas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!