26 C
Serra
terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

“Com certeza o PSL terá candidato a prefeito da Serra em 2020”

Leia também

Câmara aprova contas de 2013 do prefeito Audifax Barcelos

Em uma sessão rápida, com pouco mais de 24 minutos, e sem discursos, a Câmara da Serra aprovou durante...

Opinião do leitor | Comentários à nova Lei de Abuso de Autoridade

A lei nº 13.869 de 2019, nova lei de abuso de autoridade, que entrou em vigor em 3 de...

Com investimento de R$ 18 milhões, Atacado Vem será inaugurado nesta terça

A partir desta terça-feira (18), a Serra contará com mais um 'atacarejo'. As margens da BR-101 e com um...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Manato disse que PSL será oposição ao governo de Renato Casagrande. Foto: Divulgação

Ao lado do senador Magno Malta (PR), o deputado federal Carlos Manato (PSL) é o capixaba mais próximo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Nessa entrevista Manato dispara contra políticos da Serra, que segundo ele, “pensam pequeno”. O deputado em fim de mandato também manda um aviso: a Serra terá um candidato do PSL para prefeito em 2020. No campo das relações com o governador eleito, Renato Casagrande (PSB), Manato disse que é “problema dele e de Bolsonaro” e que o PSL com quatro deputados estaduais fará parte da bancada de oposição ao Governo.

Como será a relação de Bolsonaro com o Espírito Santo e com o futuro governador Renato Casagrande (PSB)?

A relação de Bolsonaro com o ES nós vamos tentar fazer a melhor possível. A infraestrutura que o Estado, a ferrovia da Vale que vai até o Rio de Janeiro, duplicação da BR-262, conceder as licenças ambientais para os portos, vamos trabalhar por tudo isso, independente do governador. Agora, a relação de Casagrande com Bolsonaro é problema dele. Não quero saber do governador, quero saber do Governo do Estado do Espirito Santo, no que eu puder ajudar, vou ajudar. Casagrande disse que vai esperar o presidente sinalizar pra ele, eu acho que é uma posição dele de ficar esperando; eu não vou esperar o presidente me chamar, eu vou lá brigar pelo meu Estado; estou em Brasília agora. 

Nos governos petistas o Brasil perdeu o Fundap. Tem chances de reverter?

Ele tem o compromisso de conversar com o Sindiex (Sindicato do Comércio de Importação e Exportação do Estado do Espirito Santo) para ouvi-los e tentar achar uma solução.  Já tem esse debate e esse compromisso. Ele não disse que vai resolver, mas ouvir o setor e tentar ajudar. 

Qual deve ser o seu futuro político a partir de 2019?

Estou reassumindo a Presidência do partido (PSL), vou preparar o partido para as eleições municipais no Estado todo para 2020 e depois 2022. Serei o articulador político de Bolsonaro no ES.

 

Tem algum sinal do grupo do Bolsonaro sobre o papel do Magno Malta?

Magno Malta é um amigo muito pessoal dele e eu acredito que o Magno deva ir para o Governo, não sei em que posto. Logicamente quando for se falar de Espirito Santo, estarei eu e Magno lá intercedendo pelo Estado, o que dá mais peso ao ES.

No orçamento de 2019 a Prefeitura da Serra já previu queda nos repasses da União. Como está sua relação política com Audifax Barcelos e pode ser o senhor o aliado do prefeito na busca de investimentos para a cidade?

A minha relação política com ele [Audifax] é zero; ele é da Rede, não tem relação com o PSL, não me ajudou para o Governo do Estado, muito pelo contrário, não tem relação com Bolsonaro; o partido dele é contra Bolsonaro, é contra o Governo federal, e a minha relação politica com ele é zero. Minha relação como pessoa é uma relação normal, tenho apreço por ele como ser humano, mas ele lá e eu aqui. O que puder ajudar a Serra, lógico que vou ajudar e a Dr(a) Soraya [Soraya Manato, eleita deputada federal tem o maior interesse em ajudar a Serra.

Nos bastidores políticos existem pessoas que mencionam o seu nome para disputar a Prefeitura da Serra, em 2020, chancelado pelo Bolsonaro. Esse debate está nos seus planos?

Eu vou debater todo o ES, inclusive a Serra. Eu tenho a missão muito grande que é crescer o partido como um todo. Eu sou uma pessoa diferente dos políticos da Serra. Sou político de grupo, que pensa em todo o grupo. Então eu tenho um grupo para comandar que acredita em mim. Não posso falar, ‘poxa, eu tenho convite, tenho muita gente querendo que eu seja prefeito da Serra, e outro grupo igual ou maior querendo que eu seja candidato a prefeito de Vitoria’. Mas sei que vai ser um projeto muito pessoal se eu deixar 77 municípios para trás; isso é uma característica muito de (Sergio) Vidigal; não é uma característica minha, eu penso muito maior que isso.

E quais os planos políticos para sua esposa, Dr(a) Soraya, eleita deputado federal?

Em 2022, Dr(a) Soraya Manato é candidata a deputada federal, acabou e pronto. Eu posso ser candidato a qualquer coisa ou a nada, mas não serei candidato a deputado federal. Ela não está guardando vaga para mim. Nós ganhamos a eleição juntos e eu tenho que respeitar; se eu não faço isso ai é um projeto meu, não é projeto de grupo. Ela tem mandato, ela venceu, vai ser uma grande parlamentar; eu não posso fazer isso,  boto a minha mulher e na próxima eleição eu venho para federal e ela para estadual. Isso é pensar pequeno, é característica de politico serrano. Eu penso grande, penso macro e respeito àDr(a) Soraya.

Então  podemos afirmar que o PSL vai apresentar candidatura a prefeito da Serra?

Com certeza o PSL terá candidato a prefeito da Serra em 2020, mas ainda é cedo para falar de nomes.

O PSL passará a ter a maior bancada na Assembleia no ano que vem. Como vai ser a relação dessa bancada com Casagrande?

Será uma relação de oposição, como eles (PSB) vão ser aqui (Brasília) a Bolsonaro, só que nós não vamos ser igual eles aqui, que são irracionais; vamos ser uma oposição racional; não vamos ser um Sergio Majeski da vida, que é uma oposição irracional. Falando nisso quero ver o que ele (Majeski) vai fazer agora que está no PSB. Então a nossa posição é de fiscalização. O que for bom para o ES os nossos deputados serão os primeiros a votar favoravelmente.

Comentários

Mais notícias

Opinião do leitor | Comentários à nova Lei de Abuso de Autoridade

A lei nº 13.869 de 2019, nova lei de abuso de autoridade, que entrou em vigor em 3 de janeiro de 2020, trouxe ao...

Com investimento de R$ 18 milhões, Atacado Vem será inaugurado nesta terça

A partir desta terça-feira (18), a Serra contará com mais um 'atacarejo'. As margens da BR-101 e com um investimento de R$ 18 milhões,...

Frequentadora reclama de sujeira e falta de manutenção no Horto Municipal

Frequentadora do Horto Municipal, na Serra Sede reclama que o local de lazer está abandonado. Segundo a mulher que não quis se identificar, o local,...

Moradores da Serra vão ficar sem água nesta quarta

Por conta de obras que serão realizadas pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), alguns bairros da Serra ficarão sem água durante a próxima...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem