• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
Agravamento da pandemia:

Com 3ª onda da Covid, Serra perde 21 moradores em 24h e bate maior recorde da pandemia

Leia também

De mochilão e bicicleta, amigos vem pedalando da Argentina para conhecer belezas da Serra

Imagine conhecer o litoral brasileiro dando muitas pedaladas? Uma aventura e tanto, não é? Em busca da liberdade e...

Com investimento de mais de R$ 2 milhões, Fapes abre inscrições para bolsistas

Um investimento de R$ 2,1 milhões será destinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Cidade já possui 1.129 pessoas mortas pelo coronavírus. Foto: Gabriel Almeida | Arquivo Jornal Tempo Novo

Um dado estarrecedor nunca visto desde o início da pandemia causada pelo coronavírus atingiu a Serra na noite desta quarta-feira (29). Trata-se do novo recorde no número de óbitos causados por complicações da Covid-19. Somente nas últimas 24 horas, a cidade registrou 21 vítimas fatais – todos moradores do município. A cidade atinge a triste marca em meio à terceira onda da doença que afeta todo o Espírito Santo. No mesmo momento, também enfrenta uma crise na saúde pública estadual e risco de colapso no sistema funerário.

Segundo os dados mais recentes publicados no Painel Covid-19, a Serra já registra, no total, 54.371 pessoas que foram infectadas, 1.129 mortes e 51.734 moradores considerados recuperados da doença. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, existem outros 40.201 moradores do município que podem estar infectados pelo coronavírus. No momento, eles aguardam o resultado dos testes já realizados.

Sendo a maior cidade do Espírito Santo, a Serra sempre foi uma grande preocupação para as autoridades da saúde. Desde o ano passado, registra moradores (não todos) despreocupados com a Covid-19 e causando aglomerações – com direito até a bailes funk em comunidades periféricas e shows ao vivo em bares de comunidades nobres como, por exemplo, Colina de Laranjeiras e Parque Residencial Laranjeiras.

Pelas ruas da cidade, o que mais se vê são moradores sem máscaras e desrespeitando o distanciamento social. Em todo o ano passado, mesmo com diversas pessoas sucumbindo ao coronavírus diariamente, além da luta pela sobrevivência de muitas outras, o município também sempre teve pouca ou nenhuma fiscalização de estabelecimentos causadores de aglomerações, nas praias e também em terminais.

Agora, em abril de 2021, a administração municipal, atualmente comandada pelo prefeito Sergio Vidigal (PDT) – que assumiu o Município há quatro meses – tem apresentando medidas mais eficientes do que as tomadas pela gestão anterior referente ao combate à pandemia. Entre suas ações, Vidigal solicitou ajuda do Exército Brasileiro para que os soldados utilizem máscaras e mantenham as medidas sanitárias.

O Município também criou lei para multar quem insiste em não utilizar o item principal para evitar contaminação e transmissão do coronavírus, as máscaras de tecidos ou profissionais.

As medidas foram tomadas pelo gestor pouco depois do anúncio – publicado com exclusividade pelo TEMPO NOVO – sobre a possibilidade de colapso no sistema funerário da cidade. Informações dão conta que os cemitérios públicos da cidade estão trabalhando além de sua capacidade e recebendo dezenas de corpos por dia. É importante destacar que Vidigal, desde antes de tomar posse do cargo, prometeu medidas mais rígidas no combate à doença.

A Serra é a cidade que possui o maior número de pessoas contaminadas no ES e vice-líder em mortes, neste caso, ficando atrás apenas de Vila Velha. Os bairros com o maior número de óbitos são: Feu Rosa (49), Bairro das Laranjeiras (47), Cidade Continental (39), Barcelona (38), Nova Carapina I (36), Vila Nova de Colares (32), Eldorado (30), José de Anchieta I (30), Planalto Serrano (29) e Carapina Grande (28).

Colina de Laranjeiras é o bairro com maior número de casos confirmados de coronavírus na Serra e já tem 2.363 confirmações. Em segundo lugar vem Feu Rosa com 2.100. Ainda conforme apurado pelo TEMPO NOVO, no Painel Covid-19 – espaço onde o Estado contabiliza os dados do novo coronavírus – o Espírito Santo tem, no total, 432.694 confirmações, 9.397 mortes e 404.726 curados.

Os dados são referentes à última atualização divulgada pela Secretaria de Saúde na tarde desta quarta-feira (28), às 17 horas. Novos dados serão publicados pela Sesa às 17h desta quinta-feira (29) e, posteriormente, divulgados pelo Jornal Tempo Novo.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!