20.7 C
Serra
quarta-feira, 22 setembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Cesan adota tecnologia para evitar que água chegue com sal à Serra Sede e entorno

Leia também

Vendaval destrói poste e deixa bairro da Serra sem energia elétrica

O vendaval da noite desta terça-feira (21) está deixando estragos em alguns bairros da Serra. Em Vila Nova de Colares,...

Calorão na Serra dá lugar a chuva e ventos de até 40 km/h nessa quarta-feira

No dia em que marca a passagem para a Primavera no Hemisfério Sul, o avanço de um sistema frontal...

Assembleia Legislativa aprova regras para gratuidade em ônibus

  Deputados estaduais aprovaram nesta quarta-feira (21) o Projeto de Lei Complementar 24/2021, que faz ajustes à Lei Complementar 971/2021....
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Em outubro de 2019 moradores da região da Serra Sede denunciaram que a água chegou salgada e disseram que algumas pessoas passaram mal após consumirem o líquido. Foto: Arquivo TN/Edson Reis

A água que chega às torneiras do morador da Serra Sede e entorno não deve mais chegar salobra, ou seja, com sal. Pelo menos é o que garante a Cesan. A empresa informou que adotou duas tecnologias para evitar o uso do rio Reis Magos quando houver invasão das águas do mar até o ponto de captação em Putiri.

Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa na última quinta-feira (29), a Cesan disse que adotou duas tecnologias para evitar que o problema volte a se repetir. Uma delas foi a instalação de um sensor do rio que monitora em tempo real o nível de salinidade do manancial.

A outra foi a colocação de comportas no canal de captação da Estação de Tratamento de Água (ETA) onde a água é retirada do rio Reis Magos, na localidade de Putiri, zona rural do município.

Rio Reis Magos no trecho próximo à sede do município de Fundão. Foto: Arquivo TN/Bruno Lyra/ 09 – 10 – 19

Entre setembro e outubro de 2019 moradores da região da Serra Sede e entorno reclamaram de alterações no cheiro e gosto da água fornecida pela Cesan. Entre os relatos, um fato em comum: a água estava salobra. Moradores falaram até em problemas de saúde relacionados ao consumo do líquido nessas condições.

Em novembro de 2019 a Cesan acabou admitindo, em ofício à Assembléia Legislativa, que captou água salobra para distribuir à população em 27 de setembro daquele ano.

Putiri e invasão da cunha salina no rio Reis Magos  

Inaugurado no último trimestre de 2017, o sistema de captação, tratamento e distribuição do rio Reis Magos foi construído para aumentar a oferta de água na Serra, uma vez que a cidade sofreu os efeitos da grave seca que atingiu o Espírito Santo entre 2014 e 2016. Ocasião em que o rio Santa Maria, principal fornecedor de água da Serra, não foi mais suficiente para atender a demanda.

Canal de captação da água do rio Reis Magos em Putiri, fotografado dias antes da inauguração do sistema. Foto: Arquivo TN/Bruno Lyra/ 05 – 09 – 17

O problema é que no local escolhido para a captação, Putiri, chegam águas do mar nas marés mais altas e em tempos de estiagem, quando o rio fica mais fraco e a água doce não consegue ‘empurrar’ as águas do mar, que entram a partir da foz do Reis Magos em Nova Almeida.

A situação havia sido alertada ainda antes da construção do sistema de captação pelo então presidente da Associação dos Produtores Rurais da Serra, Joel Falqueto, em julho de 2016. Relembre em reportagem exclusiva feita por Tempo Novo na ocasião.

O ponto de captação fica cerca de 12 km acima da foz do Reis Magos em Nova Almeida. A Cesan explica, também na nota enviada ao Tempo Novo na última quinta-feira (29), que a convergência de uma baixa vazão do rio – o que ocorre em períodos de seca – com marés mais altas favorece a entrada da cunha salina vinda do mar.

A captação da Cesan no Reis Magos está a pouco mais de 12 km da foz do rio em Nova Almeida, por onde entra a água salgada do mar. A estação de tratamento de água da Cesan fica também na região de Putiri. De lá, o líquido tratado é levado por tubulação até a Serra Sede. Imagem: Arquivo TN/ Google Earth. Arte: Tempo Novo

O sistema Reis Magos atende a região da Serra Sede e entorno até bairro do Civit I. São cerca de 150 mil moradores. Segundo a Cesan a vazão do rio Reis Magos era de 3 mil litros por segundo na semana passada, o que a empresa considera esperado para essa época do ano. Desse total, a Cesan precisa captar 500 litros por segundo para atender a população.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!