23.9 C
Serra
quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Cão é resgatado com queimadura e cortes por todo o corpo

Leia também

De novo: chuva intensa causa alagamento e interdita BR-101 na Serra

As fortes chuvas que atingem o Espírito Santo desde a semana passada continuam causando transtornos para a população capixaba....

Fotógrafo salva filhote abandonado no meio da tempestade na obra do Contorno

Há exatos oito dias, Chovisco vivia o que podemos chamar de o pior dia de sua vida. O filhote...

Muros desabam e assustam moradores de bairros da Serra

As fortes chuvas que atingem o Espírito Santo desde a semana passada fizeram com que dois muros desabassem junto...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Joaquim está com infecção e anemia e precisa de ajuda. Foto: Divulgação
Joaquim está com infecção e anemia e precisa de ajuda. Foto: Divulgação

Mais um caso de maus tratos no Espírito Santo. Desta vez, no município de Linhares, interior do estado.

Segundo Herlen Lucas, que fez o resgate do animal, o estado dele é delicado. Joaquim, nome dado por ela ao cachorro que parece ser um mestiço de poodle, teve a ponta do pênis, orelhas e almofadas das patas cortados, possui várias queimaduras de cigarro pelo corpo, inclusive no saco escrotal, o rabo foi cortado e queimado, entre outras maldades. O animal, segundo Herlen, tinha um dono e foi este dono quem fez todas essas atrocidades com ele.

Em publicação numa rede social Herlen diz que pensou muito antes de fazer o resgate, ficou com medo do que poderia acontecer devido à situação.

Herlen recebeu o pedido de resgate no dia 06 de junho, porém de cara negou resgate, pois o cachorro tinha proprietário e ela nunca tinha feito resgate assim. “Passei o sábado todo pensando como pude ser tão cruel e negado um pedido de socorro assim. Até no fim da noite arrumei uma equipe que assim como eu tem muito amor pelos animais e além de tudo atitude. Quando chegamos ao local não tivemos sucesso e não conseguimos contato com a tal pessoa e nem mesmo conseguimos pegar o cachorro. Voltamos num domingo e só sai de lá com Joaquim em meus braços”.

Herlen está desempregada e mesmo assim se esforçou e levou o animal ao veterinário para receber os primeiros socorros. Mas Joaquim ainda precisa de tratamento intensivo.

Ele foi ao veterinário no dia 08 de junho. “Até a veterinária chorou não acreditando em algo tão macabro”. Joaquim está com muita anemia e infecção grave. Herlen precisa de ajuda para prosseguir com o tratamento, qualquer valor é bem vindo.

Quem quiser ajudar pode entrar em contato com Herlen Lucas pelo Facebook ou pelo telefone. 9 98901311.

Depósitos podem ser feitos na Caixa Econômica Federal – Agência 0555 – Operação 013 – Conta poupança 00023990-9 – Herlen Nunes Lucas.

“Fiz a denúncia a Polícia Civil que já está investigando o caso. Queremos que a justiça seja feita”, desabafa Herlen.

Triste constatação

Casos como este estão ficando cada vez mais comuns no Espírito Santo. Somente neste mês de julho, três gatos foram mortos com requintes de crueldade. Um deles causou grande comoção: o da gatinha morta a enxadadas por um morador de Mata da Praia, bairro nobre da Capital.

Cerca de trezentas pessoas, entre protetores e ativistas foram às ruas do bairro, no último sábado (11) para pedir justiça pela morte do animal.

Além desse caso, existem também denúncias de que moradores de Manguinhos, na Serra, estão matando cães em estado de rua no balneário. Por lá, segundo populares, os cães tem sido ‘exterminados’ por meio de pauladas e veneno.

Já em Nova Almeida, também na Serra, gatos estão sendo envenenados. Segundo informações, uma moradora perdeu quatro animais de estimação dessa forma esta semana.

Crime

Vale lembrar que maltratar animal é crime previsto na Lei Federal 9.605/98 que diz em seu Art. 32º que quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos pode sofrer pena de detenção, de três meses a um ano, e multa. Esta pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorrer morte do animal.

Comentários

Mais notícias

Fotógrafo salva filhote abandonado no meio da tempestade na obra do Contorno

Há exatos oito dias, Chovisco vivia o que podemos chamar de o pior dia de sua vida. O filhote de cachorro, que aparenta ter...

Muros desabam e assustam moradores de bairros da Serra

As fortes chuvas que atingem o Espírito Santo desde a semana passada fizeram com que dois muros desabassem junto com parte de ribanceiras em...

Mutirões de castração devem ser aprovados pelo Conselho de Veterinária

As zoonoses, doenças comuns aos homens e animais, vêm aumentando nos últimos anos, da mesma forma como cresce a preocupação com a saúde e...

Feto é encontrado dentro de sacola plástica em bairro da Serra

Um feto foi encontrado dentro de uma sacola de lixo em Barcelona, na Serra, na manhã desta quinta-feira (21). Por meio de nota a...

Você também pode ler

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!