• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados
20.7 C
Serra
sábado, 12 junho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados

Canteiro central da ES 010, em Jacaraípe, é interditado para revitalização da rodovia

Leia também

Ministro de Bolsonaro cita a Serra e divulga vídeo da obra do Contorno do Mestre Álvaro

Na última sexta-feira (11) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas publicou um vídeo em suas redes sociais,...

Atenção: Serra ainda tem vagas para vacinas de Covid (1° e 2° dose) e Influenza

A Prefeitura Municipal da Serra, por meio da secretaria de Saúde, informa que das vagas abertas nesta sexta-feira (11),...

Serra retoma aulas presenciais para 14 mil alunos do 6º ao 9º ano e EJA

  As atividades para os alunos da rede municipal de educação da Serra que estão cursando entre o 6º e...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O trecho interditado vai do Supermercado Epa até aproximadamente a Avenida Goianazes. Foto: Divulgação

Por conta das obras de revitalização da Avenida Abdo Saad/ES 010, em Jacaraípe, que tiveram início no final do mês de maio, o canteiro central da via está interditado, no trecho compreendido entre o Supermercado Epa até aproximadamente a Avenida Goianazes.

As intervenções contemplam restauração do pavimento, reforma de ponte, além de duplicação de um trecho da via e são reivindicações antigas de moradores e comerciantes do balneário. A empresa responsável pela obra é a Cinco Estrelas.

Informações obtidas pela reportagem do TEMPO NOVO apontam que serão gastos R$ 37,9 milhões para as obras. A empresa Cinco Estrelas terá dois anos para concluir os serviços, por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que impede aditivos (de valor ou de prazo) na execução da obra, ou seja, precisa cumprir os valores firmados e o prazo dado inicialmente.

“O comércio foi notificado. A empresa começou a obra pela drenagem, no eixo central. As vias de dentro foram as primeiras a serem interditadas. As vias externas, onde fica o comércio (as que ficam na beirada da calçada), vão ficar abertas. Será feita toda a rede de drenagem. Vamos cortar e tapar. Em alguns momentos, poderemos trabalhar após as 22h. Para o fechamento do trânsito, fizemos uma solicitação à prefeitura, informando as vias que serão fechadas e as datas”, explicou o diretor-presidente do Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), Luiz Cesar Maretto.

Os motoristas e pedestres que circulam pela região já podem observar as máquinas e trabalhadores. Mais de 60 mil pessoas moram na região e serão impactadas com a obra.

Segundo o deputado estadual Bruno Lamas, que esteve visitando o canteiro de obras, uma  reunião será realizada na semana que vem, no canteiro de obras, para que a empresa Cinco Estrelas apresente o cronograma e o projeto executivo aos membros de uma comissão popular criada pelo parlamentar para acompanhar os trabalhos. A reunião acontecerá entre as ruas Aymorés e Santa Rita, no Bairro das Laranjeiras, em Jacaraípe, no canteiro de obras.

Revitalização será realizada em quatro etapas

As intervenções na rodovia serão executadas em quatro etapas. A primeira delas é na ponte sobre o rio Jacaraípe, que será reformada e irá receber passarela de pedestre. A segunda etapa será no trecho entre a Praia da Baleia até a ponte. Nesse local, segundo o Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), a obra será mais fácil de ser executada, pois o trecho já é duplicado.

“É um trecho mais simples de executar, já está duplicado. Nele vamos refazer o pavimento e calçada cidadã. Refazer o canteiro central, drenagem. Recuo das paradas de ônibus, abrigos nos pontos. Haverá instalação semafórica, iluminação e sinalização novas”, explicou Luiz César Mareto, ainda no ano passado.

Após isso, a obra acontecerá depois da ponte no sentido Nova Almeida até o supermercado EPA, quando termina a pista duplicada. Nesta parte, além das benfeitorias que serão feitas no trecho anterior, haverá mudanças no sistema de conversão do trânsito para reduzir engarrafamentos.

Segundo o projeto da obra, ao invés de aguardar na própria via para cruzar a pista oposta e acessar o interior dos bairros, o motorista terá que contornar os quarteirões para acessar os pontos de travessia estabelecidos no projeto.

A quarta e última etapa das intervenções é o trecho não duplicado até a Praia de Capuba. Nesse local, as pistas serão duplicadas. Além disso, o DER-ES quer alterar o sistema de conversão utilizando as quadras e fazer as melhorias implantadas nos demais trechos: pavimento novo, semáforo novo, iluminação nova, sinalização nova.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!