19.7 C
Serra
segunda-feira, 13 de julho de 2020

Calor aquece venda de produtos e serviços para refrescar consumidor

Leia também

Pré-candidato do prefeito, Fábio Duarte tem a missão de ampliar a base de apoio na Câmara

Com a missão de defender o legado do prefeito Audifax Barcelos (Rede), o vereador Fabio Duarte (Rede) passou a...

Com 62.873 casos, Espírito Santo ultrapassa 2 mil mortes causadas pelo coronavírus

O domingo terminou com uma triste informação divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). De acordo com os...

Serra ultrapassa 9 mil casos confirmados e já possui 358 mortes causadas pela Covid-19

Seguindo na vice-liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

 

Emerson da loja Simonetti, em Laranjeiras: vendas de ventilador e ar condicionado dobram. Foto: Fábio Barcelos

Além da temperatura, o verão aquece também alguns setores do comércio. Isso porque o consumidor procura diversas formas para fugir do calorão, seja com sorvetes, ventiladores, ar condicionado, água de coco e outros. E para quem trabalha com isso, as vendas podem triplicar.

É o caso da venda de Sorvetes Sabor Gelado, da Serra Sede. O proprietário Alexsandro Neves Pereira diz que esta é a melhor época do ano tanto para a fábrica, quanto para a sorveteria.

“Dependemos muito do tempo para aumentar o movimento e esse ano já melhorou muito por conta do sol e da onda de calor. O movimento dobra na sorveteria. Na fábrica temos que dobrar a produção, com produção diária, pois vendemos para lojas em Feu Rosa, Nova Almeida, Praia Grande, Jacaraípe, São Domingos, Colina de Laranjeiras com entregas diárias. E tem dias que a produção triplica, pois no verão também aumenta a parceria de lojas/restaurantes que querem vender nossos produtos”, explica Alexsandro.

Na Limoar Ar Condicionados, em Jardim Limoeiro, que faz manutenção e instalação de ar para veículos, a procura quase dobra, segundo o gerente Daniel Junior de Almeida. “De dezembro a abril os serviços aumentam em 80%, principalmente manutenção e venda de peças. A instalação fica para o meio do ano, pois como leva quatro dias para ficar pronta, as pessoas adiam para o período mais fresco”, explica.

E quem dá manutenção em ar condicionado de residências e empresas também fatura. O técnico Renan Flávio dos Santos, de Cariacica, vem à Serra atender, assim como também vai a outras cidades.

“O povo vai deixando a ar condicionado pra lá, mas quando chega o calor todo mundo corre pra colocar em dia. O aumento maior é na manutenção, mas também aumentam as instalações. Nessa época a procura pelo meu serviço aumenta 80% e chego a atender gente em todo estado”, destaca.

 

Comentários

Mais notícias

Com 62.873 casos, Espírito Santo ultrapassa 2 mil mortes causadas pelo coronavírus

O domingo terminou com uma triste informação divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). De acordo com os últimos dados, o Espírito Santo...

Serra ultrapassa 9 mil casos confirmados e já possui 358 mortes causadas pela Covid-19

Seguindo na vice-liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de nove mil moradores infectados e...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!