21.1 C
Serra
sábado, 16 de novembro de 2019

Cães adultos devem ser vermifugados a cada três meses

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Redação Jornal Tempo Novo, com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

“Manter a vermifugação em dia é tão importante quanto ter as vacinas atualizadas”, alerta médica-veterinária. Foto: Reprodução internet

Quanto tempo faz que você vermifugou seu cão? Pelagem opaca, diarreia, vômito, perda de peso, coceira anal e fraqueza são alguns dos sintomas de que algo não vai bem com o pet e que o organismo dele pode estar sendo acometido pela ação de vermes. No entanto, não é somente o cão que pode adoecer. Isso porque algumas doenças podem ser transmitidas para humanos.

A orientação da médica-veterinária Mariana de Castro Amâncio é para que a vermifugação em cães adultos seja feita trimestralmente. “Diversos parasitas que acometem os cães são zoonóticos, ou seja, as doenças são transmitidas de animais para humanos, ou de humanos para os animais. Por isso, a orientação é que o tutor aja de forma preventiva e ministre o vermífugo nos pets de três em três meses, com reforço após 15 dias da primeira dose. Manter a vermifugação em dia é tão importante quanto ter as vacinas atualizadas”, ressalta.

Com os filhotes, a atenção deve ser redobrada. A médica-veterinária ensina que a primeira dose do vermífugo deve ser dada com duas semanas de vida e o reforço deve ser feito com quatro, oito e 12 semanas de idade. “No início de vida, os filhotes tendem a ser mais frágeis, não ‘criaram’ imunidade e tendem a ser mais suscetíveis a problemas de saúde. Depois desse esquema inicial, a vermifugação deve ser feita mensalmente até o sexto mês de vida do cão”, completa.

Outra categoria que precisa de cuidados específicos quando se fala em vermifugação são as fêmeas prenhes. “Elas devem ser vermifugadas antes da cobertura e dez dias antes do parto. Após o parto, o tutor deve dar uma dose simultaneamente com os filhotes no 14º e 15º dia”, orienta Mariana.

Como a maioria dos vermes tem parte de seu ciclo no ambiente, a médica-veterinária enfatiza que é necessário também aliar alguns cuidados ao vermifugar os cães. “O tutor deve se atentar a medidas que controlem a infestação ambiental para diminuir os riscos de novas contaminações por vermes. Para isso é fundamental, por exemplo, recolher as fezes dos cães durante os passeios, além de higienizar comedouros e bebedouros diariamente”, ressalta.

Como os animais podem adquirir vermes?

Os animais podem ser acometidos por vermes pela ingestão de ovos e larvas presentes no ambiente, pela penetração de larvas na pele do animal, pela ingestão de hospedeiros intermediários, como pulgas e piolhos ou pela transmissão da mãe para os filhotes na gestação ou amamentação.

Por isso, além da vermifugação, a orientação é para se fazer o uso regular de antipulgas.

Outras medidas efetivas, segundo a médica-veterinária, são: recolher as fezes antes de lavar o ambiente para não espalha-las e aumentar a contaminação ambiental, usar produtos indicados para o controle de parasitas no ambiente, como amônia quaternária ou água sanitária e nunca alimente o pet com carne crua, sobe hipótese alguma.

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!