Bolsonaro pode vir ao ES e sobrevoar obra na Serra

0
Bolsonaro pode vir ao ES e sobrevoar obra na Serra
Carlos Manato e Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) poderá vir ao Espírito Santo em novembro. O convite feito pela deputada federal Soraya Manato (PSL) é para inaugurar 500 casas do Programa Minha Casa Minha Vida no bairro Padre Miguel, Cariacica. No entanto, de acordo com o presidente estadual do PSL, Carlos Manato, caso Bolsonaro venha, é grande a possibilidade de fazer um sobrevoo nas obras do Contorno do Mestre Álvaro na Serra.

“Ele foi convidado para vir em novembro para inaugurar as casas populares. Mas ele foi operado, então não sabemos como está a agenda. Mas tem o convite e vamos tentar fazer com que ele venha sim”, disse Manato. Vale lembrar que desde quando assumiu a presidência, Bolsonaro ainda não fez uma visita ao Espírito Santo.

Perguntado se o presidente poderá estender a visita para a Serra, Manato disse que a tendência é que o presidente faça um voo pelas obras do Contorno do Mestre Álvaro, que é orçada em quase R$ 290 milhões e é de responsabilidade do Governo Federal.

“Se ele confirmar que vem, vamos pedir para ele fazer um sobrevoo nas obras do Contorno do Mestre Álvaro, já que é um dos principais investimentos em infraestrutura no Espírito Santo”, explica Manato.

Investimento de R$ 290 milhões

As obras do Contorno do Mestre Álvaro tiveram início no final de maio deste ano e será uma alternativa para atravessar a Serra sem passar pela malha urbana. Sendo assim, a promessa é de redução nos números de acidentes e no tempo de viajem, além de fomentar um novo eixo de desenvolvimento econômico.  O investimento é de R$ 290 milhões.

Inicialmente, o investimento viário promete trazer melhorias para o trânsito da BR 101 entre as regiões de Serra Sede e Carapina.

Mas as intervenções também vão provocar irreversível impacto ambiental numa das últimas fronteiras não urbanizadas da Serra, abrangendo terrenos alagados, alagáveis, mata Atlântica em estágios diferentes de recuperação, pastagens e plantações. Além de habitat de espécies nativas de plantas e animais, a estrada cortará o corredor ecológico Duas Bocas – Mestre Álvaro, área de grande biodiversidade e trânsito de animais entre as duas reservas ambientais.

Comentários