27.3 C
Serra
domingo, 12 de julho de 2020

Bares e hotéis fecham alta temporada no vermelho

Leia também

Serra ultrapassa 9 mil casos confirmados e já possui 358 mortes causadas pela Covid-19

Seguindo na vice-liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de...

Prefeitura abre vacinação contra gripe para todos os moradores da Serra

Após finalizar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a imunização para...

Empresa de segurança que aluga cães é denunciada por abandono na Serra

Após receber denúncias de abandono de animais de propriedade de uma empresa de segurança que trabalha com aluguel de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Ônibus queimado em Manguinhos no dia 6 de fevereiro: caos na segurança prejudicou ainda mais o setor que já sofria com a crise econômica. Foto: Divulgação

Caio Dias

Se já não estava fácil para o setor de turismo e lazer por conta da crise econômica, com o caos na segurança pública do Estado, a situação piorou mais ainda. A alta temporada para hotéis, pousadas, restaurantes e bares na Serra e no ES acabou muito aquém do esperado.

Outro duro golpe no setor foi o cancelamento da maior feira de mármore da América Latina, a “Vitória Stone Fair”, que aconteceria entre os dias 14 a 17 de fevereiro no Pavilhão de Carapina. O evento não aconteceu também pelo colapso na segurança do ES.

O Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo (Sindbares), por meio de nota, informou que por conta da crise econômica, o setor de bares e restaurantes, pelo segundo ano consecutivo, não teve o tradicional aumento do movimento no verão que geralmente é na casa dos 30%. E pior, por conta da crise na segurança, houve prejuízo de cerca de 30%.

O resultado é que muitos estabelecimentos não fizeram as contratações temporárias que sempre aconteciam na alta temporada. Com as contas no vermelho, algumas casas correm o risco de fechar as portas.

O Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores em Hotéis (Sintrahoteis) também informou por meio de nota, que o Espírito Santo é um dos principais destinos dos mineiros e que algumas agências de turismo de Minas Gerais cancelaram os pacotes turísticos para o Estado. Muitos que viriam para cá mudaram de destino. Antes mesmo do caos na segurança por conta da greve da PM iniciada no dia 04 de fevereiro, donos de hotéis e pousadas da Serra já relatavam queda na movimentação em relação ao verão de 2016, que já tinha sido ruim.  

Apesar do cenário negativo, o presidente do Sintrahoteis, Odeildo Ribeiro, é otimista. “O Espírito Santo é lindo, com muitas atrações turísticas que agradam os mais variados gostos. Praias, região serrana, ecoturismo, feiras e eventos de grande porte, culinária maravilhosa e uma gastronomia de primeira. O capixaba é forte, talentoso e vai superar tudo com maestria”, vaticina.

Comentários

Mais notícias

Prefeitura abre vacinação contra gripe para todos os moradores da Serra

Após finalizar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a imunização para todos os moradores da Serra. ...

Empresa de segurança que aluga cães é denunciada por abandono na Serra

Após receber denúncias de abandono de animais de propriedade de uma empresa de segurança que trabalha com aluguel de cães de raça, localizada no...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!