27 C
Serra
quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Audifax só cortou 50 dos 200 cargos que prometeu diminuir

Leia também

Emprego: empresas abrem 156 vagas com preferência para moradores da Serra nesta quinta

É morador da Serra e está procurando uma oportunidade de trabalho? Então fique atento para as chances que foram...

Bairro da região rural da Serra é o único do município com um caso de Covid-19

A Serra tem 19.386 casos confirmados da Covid-19 até a tarde desta quarta (28) e 538 óbitos em decorrência...

Jornal Tempo Novo vai divulgar pesquisa ENQUET para prefeito da Serra

Na manhã dessa quinta-feira (29), o jornal TEMPO NOVO, em parceira com a Enquet, publicará pesquisa de intenção de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Em entrevista ao TN, o prefeito disse que diminuiria no mínimo 200 comissionados entre novembro e dezembro. Foto: Arquivo TN / Joatan Alves

Thiago Albuquerque

A uma semana para encerrar o ano, o prefeito reeleito da Serra, Audifax Barcelos (Rede), segue na corda bamba do limite de gasto com pessoal. Isso porque, em entrevista recente para o Jornal Tempo Novo, Audifax disse que iria diminuir no mínimo 200 cargos comissionados entre novembro e dezembro deste ano para aliviar a folha de pagamento. Porém, até o fechamento desta edição, segundo dados do Diário Oficial dos Municípios e do site de transparência da Prefeitura, Audifax cumpriu menos da metade do prometido.

A reportagem entrou em contato com assessoria do prefeito que admitiu que até o momento não fez os cortes que foram prometidos, exonerando apenas 50 cargos e completou dizendo que “a prefeitura da Serra vem adotando uma política de equilíbrio econômico” .

A partir de levantamentos feitos pelo jornal no Diário Oficial dos Municípios, não consta nenhuma exoneração de cargos comissionados entre o referido período. Já no site da Prefeitura da Serra, os dados vão até o dia 23 de novembro e há registros de 56 exonerações de comissionados, porém foram nove as contratações, fechando em 47 o número de cortes.

Segundos dados do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TC-ES), de 2012 a 2016 houve um aumento de 49% do gasto com pessoal na prefeitura. Pulando de R$ 363,7 milhões em 2012 para R$ 542,6 milhões em 2016.

Além disso, segundo o próprio TC-ES, Audifax está quase no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no que tange ao gasto com pessoal. Atualmente a PMS gasta 53,69% do orçamento com a folha de pagamento, e a LRF não permite que prefeituras ultrapassem 54%, configurando-se em crime de responsabilidade fiscal. 

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Bairro da região rural da Serra é o único do município com um caso de Covid-19

A Serra tem 19.386 casos confirmados da Covid-19 até a tarde desta quarta (28) e 538 óbitos em decorrência de complicações da enfermidade. E...

Jornal Tempo Novo vai divulgar pesquisa ENQUET para prefeito da Serra

Na manhã dessa quinta-feira (29), o jornal TEMPO NOVO, em parceira com a Enquet, publicará pesquisa de intenção de voto para a prefeitura da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!