22.9 C
Serra
sábado, 24 de outubro de 2020

Areia usada para ampliar praia da Serra terá análise para evitar contaminação

Leia também

Atenção motoristas! Trechos da Norte Sul estão com grande acúmulo de água na Serra

Os motoristas que precisarem passar pela Norte Sul, na Serra, devem ficar atentos com alguns pontos de possíveis alagamentos....

De novo! Fortes chuvas causam alagamentos em trechos da BR-101 na Serra

O fim de semana está sendo de chuva forte para vários municípios capixabas, incluindo a Serra. E na cidade,...

Cliente de distribuidora é morto a tiro por criminoso durante assalto na Serra

A noite da última sexta-feira (23) terminou em tragédia no bairro Jardim Bela Vista, na Serra. Isso porque um...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal.

A areia está sendo retirada no lado sul da foz do rio Jacaraípe. Foto: Arquivo/Reprodução de vídeo/William Andrade

Responsável pelo contrato de R$ 1,4 milhão para engordamento (ampliação da faixa de areia) das praias de Manguinhos e Curva da Baleia, a empreiteira Rocco terá que fazer análises periódicas para saber se não há risco de contaminação com a areia que está usando.

É que a areia está sendo retirada da praia ao lado do pier de Jacaraípe, local onde deságua o rio que recebe forte carga de esgoto doméstico e industrial, tratados ou não, lançados nas lagoas Jacuném e Juara. Além dos rejeitos vindos da região da Grande Jacaraípe.

O engordamento começou na última segunda-feira (20) na praia do Meio em Manguinhos, local mais crítico de avanço do mar. A areia vinda da foz do rio Jacaraípe está sendo levada para Manguinhos por caminhões. Tratores estão espalhando o material na Praia do Meio.

Máquinas já estão trabalhando na Praia do Meio em Manguinhos com a areia retirada de Jacaraípe. Foto: Divulgação/Guilherme Lima

A Prefeitura da Serra é quem contratou o serviço de engordamento, cujo objetivo é tentar conter os prejuízos causados pelo avanço do mar em alguns pontos da orla. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, houve uma primeira análise com o material que está sendo usado em Manguinhos. E o resultado não apontou a presença de patógenos na areia. Patógeno é o nome que se dá a algum organismo que possa causar doença em pessoas e outros seres vivos.

A assessoria acrescentou que durante a execução da obra, em atendimento à exigência apresentada na licença ambiental, a empresa Rocco deverá manter a investigação de presença de patógenos nos sedimentos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura da Serra, o valor do contrato para engordamento das praias da Curva da Baleia e Manguinhos é de R$ 1,4 milhão. A estimativa para concluir o serviço é de três meses, mas pode haver variação em função das condições climáticas.

A Prefeitura da Serra também planeja fazer engordamento de outros trechos do litoral da Serra. Dentre eles Jacaraípe, Costa Bela, Marbela e Nova Almeida. Mas ainda não divulgou estimativa de quando irá começar o serviços nesses outros pontos.

Há ainda a promessa da administração municipal em recuperar a restinga – vegetação nativa que cresce na praia – em todo o litoral, o que irá ajudar a conter a erosão e o avanço do mar.

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

De novo! Fortes chuvas causam alagamentos em trechos da BR-101 na Serra

O fim de semana está sendo de chuva forte para vários municípios capixabas, incluindo a Serra. E na cidade, os motoristas precisam ficar atentos...

Cliente de distribuidora é morto a tiro por criminoso durante assalto na Serra

A noite da última sexta-feira (23) terminou em tragédia no bairro Jardim Bela Vista, na Serra. Isso porque um pedreiro, de 53 anos, foi...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!