28.7 C
Serra
segunda-feira, 13 de julho de 2020

Após ficar quatro dias sem água, moradores cobram R$ 6 mil da Cesan

Leia também

Com diminuição nos casos e óbitos diários, Serra registrou somente uma morte nas últimas 48 horas

Mesmo com o Espírito Santo ultrapassando a triste marca de duas mil mortes causadas pelo coronavírus no último domingo...

Sine da Serra vai dar curso e os melhores terão emprego garantido

A Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda da Serra (Seter), em parceria com uma empresa prestadora de serviço para...

Opinião TN: O sucesso do governo Bolsonaro

Se tem uma frente em que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) está tendo sucesso é a do...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Um dos carros-pipa que forneceu água durante o período de quatro dias. Foto: Divulgação

Após ficar quatro dias sem água da Cesan, o condomínio Vila Geribá, que fica na Praia de Baleia – região de Jacaraípe voltou a receber o liquido que é de extrema importância para a vida humana. Agora, os moradores que gastaram R$ 6.400 com carros-pipa, querem que a Cesan devolva o dinheiro gasto durante o período em que a empresa não estava fornecendo água para a região.

Conforme noticiado pelo TEMPO NOVO, na última sexta-feira (15), a Cesan tinha suspendido o abastecimento para bairros da Serra por conta de barro na água, mas logo no sábado (16), afirmou que a água já voltou a ser distribuída normalmente para os moradores – o que não aconteceu no condomínio. A água só voltou para os moradores na última quarta-feira (20).

Como não podiam ficar sem água, o condomínio teve que comprar o líquido de carros-pipas. Com isso, segundo o síndico do condomínio, foram gastos R$ 6.400, valor que os moradores tentarão fazer com que a Cesan devolva para o residencial. “Depois da mobilização da reportagem, a Cesan teve que recuar, dar explicações e restabelecer o fornecimento da água. A Cesan alegou ter problemas e nós vamos tentar o reembolso do valor”, disse Flávio Dionísio dos Santos.

O morador do condomínio, Eduardo Gomes da Costa, também confirmou que a Cesan arrumou o problema. “Segundo os técnicos, a Cesan tinha desligado uma elevatória e deixaram a gente a mercê. O barulho que fizemos deu certo e eles voltaram atrás”, afirmou Eduardo.

Cesan se cala e não diz se vai devolver dinheiro gasto

O TEMPO NOVO vem tentando, incansavelmente, contato com a assessoria de imprensa da Cesan para que a empresa se manifeste sobre a falta de água no condomínio, mas eles não quiserem se manifestar sobre o assunto. A empresa também não retornou se vai reembolsar o condomínio por conta dos R$ 6.400 gastos com a compra de água potável.

Caso a empresa queira dar uma posição sobre o assunto, essa reportagem será atualizada com a nota enviada.

Comentários

Mais notícias

Sine da Serra vai dar curso e os melhores terão emprego garantido

A Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda da Serra (Seter), em parceria com uma empresa prestadora de serviço para uma siderúrgica, está oferecendo vagas...

Opinião TN: O sucesso do governo Bolsonaro

Se tem uma frente em que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) está tendo sucesso é a do meio ambiente. Sim, você não...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!