• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
28.4 C
Serra
terça-feira, 13 abril - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
Interligação de redes

Após cobrança de Vandinho, Cesan promete parar de cortar água semanalmente de bairros da Serra

Suspensões nos serviços de abastecimento de água têm sido recorrentes; população denuncia falta de aviso prévio por parte da empresa.

Leia também

Após paralisação dos rodoviários, ônibus do Transcol ficam superlotados na Serra

Logo após causar transtornos na vida de milhares de capixabas, a paralisação promovida por rodoviários do sistema Transcol deixaram...

Rodoviários impedem retorno do Transcol e deixam população sem ônibus nesta terça

A terça-feira (13) começou com grandes dificuldades para quem depende do transporte público nas cidades da Grande Vitória, inclusive...

Feu Rosa registra 41 mortes e já possui 1.932 moradores infectados pelo coronavírus

Sendo uma das comunidades mais afetadas pela pandemia de coronavírus na Serra, Feu Rosa segue contabilizando altos números de...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Empresa prometeu parar com interligações de redes em até seis meses. Foto: Divulgação

De acordo com a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), os moradores da Serra terão de lidar com os cortes programados de fornecimento de água nos bairros da região por, pelo menos, mais seis meses. A afirmação foi feita durante reunião do deputado estadual Vandinho Leite (PSDB) com a diretoria e a equipe técnica da empresa, realizada na última sexta-feira, em que o parlamentar cobrou respostas para o problema, tendo em vista as várias denúncias de racionamento de água feitas pelos serranos.

Na ocasião, a Cesan, no entanto, negou que os cortes no fornecimento de água estejam relacionados a algum tipo de racionamento feito pela empresa, mesmo com os moradores afirmando que os serviços são constantemente suspensos sem aviso prévio.

Na justificativa, a equipe técnica da instituição afirmou se tratar de um desligamento programado, cujo objetivo seria melhorar o fornecimento de água na região, por meio de intersetorizações, dando uma estimativa de quatro a seis meses para que a situação seja normalizada.

“Segundo os moradores, não há aviso prévio acerca da suspensão dos serviços de fornecimento de água, deixando a população totalmente desprevenida, sem qualquer reserva em casa. Como esse tipo de denúncia tem sido constante, não poderia deixar de cobrar, pessoalmente, essa reposta da Cesan”, afirmou Vandinho.

Diante do quadro apresentado pelo deputado, a Cesan sugeriu que os moradores tivessem, em suas casas, reservatórios de água, ao que ele rebateu, afirmando que há bairros em que as famílias são muito carentes e que não possuem condições de ter um reservatório de água nas residências.

“Há pessoas na Serra que vivem em uma realidade muito precária, em que ter uma caixa d`água em casa é praticamente um luxo. O que precisa acontecer, o quanto antes, é a normalização dos serviços, e a Cesan firmou esse compromisso comigo. Por isso, seguirei acompanhando, cobrando e fiscalizando para tudo que foi prometido seja realmente cumprido”, concluiu.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!